PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Filho de Flávio Migliaccio processará estado após vazamento de foto do pai

O ator Flávio Migliaccio durante apresentação da nova temporada de "Tapas e Beijos" - Anderson Borde/AgNews
O ator Flávio Migliaccio durante apresentação da nova temporada de "Tapas e Beijos" Imagem: Anderson Borde/AgNews

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 23h42Atualizada em 05/05/2020 12h43

Marcelo Migliaccio, filho do ator Flavio Migliaccio, encontrado morto na manhã de hoje, irá processar o Estado depois que foto do corpo de seu pai foi publicada nas redes sociais. A informação foi antecipada pelo jornal O Dia e confirmada ao UOL pelo advogado Sylvio Guerra, que representa o filho do ator.

"Foi uma violência, um desrespeito! Estarei tomando todas as medidas judiciais cabíveis em face de dois Agentes do Estado, dois Policiais Militares, que divulgaram foto de meu cliente", disse.

"Esses policiais carregam a bandeira do Estado em suas fardas. Além de Vilipêndio de cadáver, elencado no Código Penal, buscaremos em face do Estado, danos causados pela absurda, abusiva e mórbida divulgação da foto de meu Cliente Flávio Migliaccio, já falecido, violando sua imagem, o luto da família, amigos e fãs. Ressaltamos que a fotografia foi feita dentro da propriedade privada, sem autorização da família e divulgada em redes sociais. O filho de Flávio, Marcelo Migliaccio, já se manifestou no sentido de doar a indenização, caso seja reconhecida pela Justiça", escreveu Guerra.

Procurada pelo UOL, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Polícia Militar informou que o caso será investigado. "O comandante do 35º BPM (Itaboraí) instaurou um procedimento apuratório para analisar o caso", afirmou, em nota.

Flávio Migliaccio foi encontrado morto na manhã de hoje em seu sítio em Rio Bonito, no Rio de Janeiro, aos 85 anos.

De acordo com o boletim de ocorrência, Flávio foi encontrado pelo caseiro. Junto com o corpo, foi encontrada uma carta escrita pelo ator.

Migliaccio ganhou notoriedade na década de 1970, interpretando o personagem Xerife na novela "O Primeiro Amor". Depois, a criação do ator retornou na série "Shazam, Xerife & Cia.", que ele estrelou ao lado de Paulo José.

Papéis subsequentes de Migliaccio ocorreram em novelas como "Pai Herói" (1979), "O Salvador da Pátria" (1989), "Rainha da Sucata" (1990), "A Próxima Vítima" (1995), "Torre de Babel" (1998), "Senhora do Destino" (2004), "América" (2005) e "Caminho das Índias" (2009).

Entre 2011 e 2015, o ator participou da série cômica "Tapas & Beijos" ao lado de Andréa Beltrão e Fernanda Torres. Atualmente, Migliaccio pode ser visto em cena em "Vale a Pena Ver de Novo" como o Dr. Josias da Conceição, na reprise da novela "Êta Mundo Bom" (2016).

Migliaccio também foi presença constante no cinema brasileiro, marcando títulos como "A Hora e Vez de Augusto Matraga" (1965), "Terra em Transe" (1967), "Aventuras com Tio Maneco" (1971), "Roberto Carlos a 300 Quilômetoros Por Hora" (1971) e "Boleiros" (1998).

Em 2014, foi homenageado no Festival de Gramado com o prêmio honorário Troféu Oscarito.

Televisão