PUBLICIDADE
Topo

Luan Santana chama racismo e fascismo de 'estupidez': 'Dói tanto'

"Tenho orgulho de cada um que não se cala, não se entrega e nem se omite", disse o cantor - Divulgação
"Tenho orgulho de cada um que não se cala, não se entrega e nem se omite", disse o cantor Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 12h37

O cantor sertanejo Luan Santana publicou na manhã de hoje um texto contra o racismo e chamando o fascismo de "estupidez" em suas redes sociais.

"Queria aquecer, abraçar e acalentar todos que sofrem com a estupidez do racismo, fascismo e todos esses 'ismos' que nos dividem", disse o cantor no início do texto.

Luan Santana também disse querer fazer alguma música sobre o assunto mas, angustiado, disse não encontrar inspiração para criá-la.

"Dói tanto, é tão triste, que nada do que eu escrevo parece ser forte o bastante e meu coração me cobra isso a cada minuto", disse.

O cantor finalizou o texto dizendo que, mesmo não fazendo "a poesia desse sentimento, nem a música de engajamento", estará sempre disposto a mover "o que puder nesse mundo".

Famosos