PUBLICIDADE
Topo

Apresentador da CNN se afasta por morte do amigo José Paulo de Andrade

Do UOL, em São Paulo

17/07/2020 09h02Atualizada em 17/07/2020 19h42

O apresentador do programa CNN Novo Dia, Rafael Colombo, se afastou hoje da apresentação devido à morte de José Paulo de Andrade, seu amigo pessoal e ícone da Rádio Bandeirantes. Colombo foi substituído na atração por Diego Sarza.

José Paulo de Andrade morreu por complicações da covid-19, após ter sido diagnosticado com a doença causada pelo coronavírus na semana passada. O radialista estava internado no Hospital Albert Einsten, em São Paulo e tinha 78 anos.

Colombo demonstrou pesar pela morte do "grande amigo", com quem conviveu durante os anos em que estiveram juntos no Grupo Bandeirantes. O apresentador trabalhou por 21 anos no grupo antes de ser contratado pela CNN, no início do ano.

"Meu grande amigo, José Paulo de Andrade. Não sei como será sem você daqui em diante. Que sua passagem seja em paz. Você fica em mim e em milhares de pessoas que nunca vão te esquecer", escreveu Colombo no Twitter, em publicação com uma foto ao lado do radialista, a mulher Marcela Rahal, também jornalista e apresentadora da CNN, e sua filha.

Comoção

José Paulo de Andrade era conhecido por apresentar desde a década de 1970 o programa "O Pulo do Gato" na Rádio Bandeirantes. O radialista era muito querido entre os colegas de profissão e Eduardo Barão chegou a chorar no ar hoje ao comentar sua morte.

"Sempre estava disposto. Sempre foi muito generoso com as pessoas, dava espaço para os mais jovens. O Zé sempre teve uma opinião muito forte, sempre bateu de frente, inclusive na ditadura, enfrentando poderosos. É muito triste. Ontem, quando me ligaram dizendo que ele não estava bem eu fiquei muito chateado e agora essa notícia que infelizmente nos deixa muito tristes. O Zé é o rádio. Mais uma vítima dessa terrível doença", disse Barão.

No Twitter, Milton Neves, também amigo e colega de Rádio Bandeirantes, disse que o jornalismo vive um dia de luto.

O São Paulo, time pelo qual torcia José Paulo, lamentou a morte do radialista e prestou solidariedade à família.

"Com imenso pesar, o São Paulo FC lamenta a morte do são-paulino José Paulo de Andrade, ícone do jornalismo e do rádio, que liderou a comunicação do nosso clube na década de 90. Nossas condolências e solidariedade aos familiares e amigos do respeitadíssimo profissional.", escreveu o time no Facebook.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também lamentou a morte do jornalista, a quem ele chamou de "brasileiro apaixonado".