PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Marina Ruy rebate Walcyr sobre não raspar o cabelo: 'sensacionalismo'

Marina rebateu Walcyr após ele confirmar que matou sua personagem em "Amor à Vida" após ela recusar raspar o cabelo  - Divulgação/Globo
Marina rebateu Walcyr após ele confirmar que matou sua personagem em "Amor à Vida" após ela recusar raspar o cabelo Imagem: Divulgação/Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/08/2020 13h04Atualizada em 20/08/2020 16h22

Marina Ruy Barbosa respondeu as críticas do autor Walcyr Carrasco sobre o comportamento da atriz durante a novela "Amor à Vida", de 2013. Em uma live com a revista Caras, na terça-feira (18), Carrasco admitiu que matou Nicole, interpretada por Ruy Barbosa, depois que ela se recusou a raspar o cabelo para a história da personagem, que tinha câncer.

Em seu Twitter, Marina Ruy explicou que recusou mudar o cabelo pois "não queria só o sensacionalismo", reafirmando que ficaria careca se "valesse a pena", "para tratar da doença com muito respeito e atenção", o que, segundo ela, não foi feito pelo autor.

Na conversa com a Caras, Walcyr afirmou que Marina "já havia aceitado cortar o cabelo" e a acusou de "não avisar com antecedência" sobre ter desistido, justificando que não teve tempo para mudar o roteiro em que Nicole estava à beira da morte, devendo mostrar sinais físicos do tratamento.

"Depois de oito anos, ainda esse assunto. Nunca falei sobre isso e sei que o que não faltam são histórias bem distantes da verdade. Aproveitando a fala do Walcyr, 'desisti' pois o que tinha sido combinado e dito pra mim sobre a história, sobre a personagem, não foi feito. Do lado de cá, com as informações que eu tinha, de uma coisa estava certa: como atriz, não queria só o sensacionalismo. E como menina/mulher aos 17 anos, só valeria a pena se fosse pra tratar da doença com muito respeito e atenção, e fazer uma ação social sobre câncer linfático", afirmou Marina.

No longo desabafo, a atriz ainda lamentou o fato de que nunca teve a chance de conversar com o autor sobre o assunto e falou sobre sua relação de trabalho com ele.

"Uma pena que na época não tive 'acesso' e não pude falar diretamente com o autor. Nunca nos falamos, nem no momento em que fui chamada pra novela, durante o trabalho ou depois de tudo. Uma pena não ter tido a chance de conversar e entender o que se passava na cabeça do Walcyr", continuou Marina, que depois de morrer em "Amor à Vida", virou um fantasma que assombrava outros personagens.

Ruy Barbosa ainda voltou a defender que sua decisão de manter os longos cabelos ruivos "não foi irresponsável", disse que discutiu a situação com outras pessoas da equipe da novela e comemorou que, hoje, a "hierarquia" das produções tenha mudado, apesar de reafirmar sua admiração por Walcyr como autor.

"Admiro a minha coragem de questionar, de me arriscar e enfrentar tudo que aconteceu depois, mesmo há oito anos. Acho que muita coisa mudou de lá pra cá, e hoje ninguém é mais inacessível e essas hierarquias são tratadas de uma forma bem mais saudável nos ambientes de trabalho. No entanto, possuo total respeito e admiração pelo trabalho do Walcyr, um autor que considero muito talentoso", concluiu.

Assista abaixo à live em que Walcyr Carrasco fala da situação com Marina em "Amor à Vida":

Famosos