PUBLICIDADE
Topo

JP Gadêlha detona Cartolouco: 'Enxergo como um cara falso'

A Fazenda 2020: JP Gadêlha e Rodrigo Moraes falam sobre Cartolouco - Reprodução/RecordTV
A Fazenda 2020: JP Gadêlha e Rodrigo Moraes falam sobre Cartolouco Imagem: Reprodução/RecordTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/09/2020 11h13

Nesta manhã em "A Fazenda 2020" (RecordTV), JP Gadêlha repercutiu sua briga com Cartolouco em conversa com Rodrigo Moraes. Do lado de fora da sede, os dois bateram um papo sobre o jogo e também falaram sobre o jornalista.

Segundo JP, a impressão que teve de Cartolouco mudou drasticamente. "Eu o enxergo como um cara falso", frisou, explicando que a "relação de credibilidade não é mais a mesma" depois da discussão que os dois protagonizaram mais cedo.

"A imagem que eu construí (de Cartolouco) na cabeça já não é mais a mesma", disse o bombeiro, que recebeu conselhos do fazendeiro da semana sobre como lidar com a situação.

Ao falar sobre perdão, JP foi inflexível: "Se fosse parente ou amigo meu lá fora eu pensaria em passar uma borracha", explicou. "Respeito, dou bom dia, mas não convivo mais", ponderou.

A discussão começou quando JP Gadelha, que ainda não superou o fato de estar na roça dessa semana, confrontou Cartolouco por conta de seu voto. O fato de Luiza Ambiel ter sido votada pela casa, em especial pelo jornalista, também tirou o bombeiro do sério, o que levou a uma discussão acalorada na cozinha.

"Quer que eu faça covardia? Vai! Cadê? Tu não tem coragem de olhar na minha cara", gritou JP na cozinha. "Você falou que amava meu Twitter. A coisa mais falsa do mundo", disse apontando para Cartolouco.

O jornalista não rebateu, mas disse que o peão "viaja". "Todo mundo achou ridículo. Você me manda enfiar o Twitter no c* e, no dia seguinte, você chegar para o cara, dar um abraço e falar 'Desculpa, eu amo o seu Twitter'. Eu não sou nem de xingar, mas se estou nesse ponto de falar palavrão é porque estou extremamente chateado", desabafou JP.

"Eu não falei isso", negou Cartolouco.

"O Twitter é um conjunto de ideias, se você não sabe", repetiu JP, extremamente ofendido com o jornalista, que aconselhou o bombeiro a se acalmar. "Hoje é um dia importante pra você, concentra em coisa boa."

JP acusou Cartolouco de ser falso. "Hipocrisia não cola comigo, não, parceiro. Eu sou um cara sincero, honesto e direto", afirmou o bombeiro.

Em tom calmo, o jornalista rebateu: "Eu também sou".

Foi o que tirou JP do sério, lembrando a votação de ontem na roça. "Ah, dá pra se ver. Dando abracinho, beijinho, pedindo a mulher em casamento, eu te amo o dia todo e depois votar nela", disse sobre o voto do peão em Luiza Ambiel.