PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Xuxa fala de pressentimento com Senna e vida sexual após os 50: 'Melhorou'

Xuxa e Serginho Groisman no Altas Horas - Reprodução/TV Globo
Xuxa e Serginho Groisman no Altas Horas Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

22/11/2020 07h53

Xuxa foi a convidada especial do "Altas Horas", na noite de ontem, na TV Globo, como única entrevistada da atração comandada por Serginho Groisman. A ex-global falou de temas como a vida sexual após os 50 anos, o relacionamento com Junno Andrade, o que passou com Ayrton Senna, com um pressentimento antes do acidente fatal do piloto de Fórmula 1, e os dramas do parto que a trouxe ao mundo.

O programa teve um longo papo entre Xuxa e Serginho e usou entrevistas anteriores para mostrar mudanças de visão de mundo da apresentadora, hoje com 57 anos. "Os tabus mudaram, o pensamento mudou, eu, como mulher, mudei muito. E é tão gostoso não se cobrar tanto. Por que as pessoas te cobram demais", disse ela.

Vida sexual

Xuxa falou mais profundamente das mudanças que a vida depois dos 40 e 50 causou, inclusive na cama.

Caiu a ficha de que a idade chega para todo mundo. Aos 50 anos foi quando eu reencontrei o Junno. Então foi uma virada muito grande na minha vida. Dizem que a vida começa depois dos 50. A minha vida sexual depois dos 50 melhorou muito, porque eu tenho um companheiro que me ama, que gosta do que eu posso oferecer a ele, sem muitas cobranças"

Sobre Junno, ela se declarou: "Eu comecei a viver coisas que eu não tinha vivido a minha vida inteira. Veio o Junno na minha vida e eu falei: 'É o cara!'. A gente vai fazer nove anos e eu estou muito feliz. Estou passando por um momento muito bom porque eu tenho uma pessoa que me aceita do jeito que eu sou."

Momento de ódio na sociedade

Parece que as pessoas saíram do armário. Aquelas pessoas que estavam guardadas com sua intolerância, com seu preconceito, com seu racismo, com seu machismo... Parece que elas saíram e começaram as pessoas de fora. Eu, que quero ser avó, fico pensando: 'Gente, como vai ser o mundo para meus netos?'. Eu não sei o que que vai ser..."

Senna: 'Queria ir atrás dele'

A gente era muito parecido, ele gostava das mesmas coisas que eu. Era assustadora a nossa semelhança de atitudes e de gosto. (...) Eu não estava preparada para essa pessoa que veio falando o que eu queria ouvir, fazendo as coisas que eu queria fazer, num momento em que eu estava dando muita importância ao meu trabalho. E pensei que mais à frente poderia acontecer de a gente se encontrar"

Xuxa contou os momentos anteriores ao acidente de Ayrton Senna, que morreu em 1994, em um momento em que eles não estavam mais em um relacionamento. Ainda assim, a apresentadora mantinha contato com o piloto e diz que sentiu algo estranho no ar naquele fim de semana.

"Eu queria ir atrás dele porque queria conversar. Eu queria falar do meu sentimento. Por que mesmo separados há um tempão, eu ainda gostava dele, ainda tinha vontade de ficar com ele. Me lembro que no sábado eu ia terminar umas músicas, domingo ele ia correr, e eu falei que na segunda-feira ia atrás dele. E disse: 'Estou com um pressentimento de que ele vai se machucar, e vou atrás dele na segunda-feira'. Fiquei falando muito. Depois vieram me contar que ele também ficou falando de mim, e que ia conversar comigo", relembrou ela.

"Queria deixar claro uma coisa, todo mundo sabe que ele estava namorando. Todo mundo sabe o quanto os dois demonstravam se gostar. Eu falando isso parecia que queria separar alguém. Na realidade, queria resolver minha vida com ele, sei o que eu estava sentindo, sei o que eu queria fazer. Se iria acontecer, não sei... Ele também pensou alguma coisa, foi uma energia que rolou e poderia não ter dado em nada. Poderia ter vivido bem com essa pessoa ou não. Só não aconteceu por uma fatalidade", acrescentou Xuxa.

Xuxa bebê e mãe

A apresentadora também voltou bastante no tempo e contou que passou por um parto complicado para nascer.

"Eu quase morri, teve que fazer cesárea. Nasci escura, sem respirar, tiveram que fazer uma limpeza nos meus pulmões, foi um parto demorado, bastante difícil"

Sobre ser mãe de Sasha, ela contou que o nascimento da filha a ajudou a encontrar sua própria liberdade.

"Comecei a colocar as asinhas para fora quando eu fui mãe. Comecei a dizer não: 'Não quero que minha filha me veja assim, como um boneco, levado pra lá e pra cá como marionete'. Então eu comecei a ter mais vontade, mostrar o que eu queria dar e ser. Para isso acontecer, tive que andar com as minhas próprias pernas, pensar e falar, e muita gente não gostou."

Televisão