PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Felipe Neto diz que vota em jogador do Botafogo num 2º turno com Bolsonaro

Felipe Neto defende ideia de uma frente ampla com partidos ligados à esquerda - Reprodução
Felipe Neto defende ideia de uma frente ampla com partidos ligados à esquerda Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/11/2020 09h27Atualizada em 24/11/2020 09h27

O youtuber Felipe Neto voltou a defender a ideia de uma união entre espectros políticos para formar uma "frente ampla" para disputar a eleição presidencial de 2022.

Segundo ele, o objetivo é colocar um adversário com potencial de ganhar contra a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Precisa acontecer é uma frente ampla de verdade. Porque se a gente vier com candidatos da esquerda dividindo votos e o Bolsonaro [estiver] centralizado o cenário tende a se repetir com o PT indo ao segundo turno contra o Bolsonaro", afirmou em depoimento ao jornal Valor Econômico.

O empresário, que em um primeiro turno não votaria em Luciano Huck, João Doria (PSDB), Lula ou Moro, muda de ideia e diz que votaria até no atacante Matheus Babi em um segundo turno com Bolsonaro.

"Se for o Bolsonaro contra o Matheus Babi, atacante do Botafogo, eu voto tranquilamente no Matheus Babi", ironizou.

Felipe Neto ainda disse que, mesmo sendo empresário, não defende o neoliberalismo e que reviu seu posicionamento do passado.

Atuando como uma das vozes mais influentes do país, Felipe Neto diz que mudou sua visão sobre os governos do PT (partido dos Trabalhadores).

"Eu tinha 25 anos e jovem faz bosta. Eu realmente achava que o PT era o pior governo que esse país já teve desde 1500. Achava o PT a escória de tudo ruim", contou.

Ele ainda, ironicamente, concordou com uma fala atribuída ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

"Uma das pouquíssimas coisas inteligentes que ele falou na vida, sem saber, foi que para ser reacionário não precisa estudar. E, de certa forma, ele tem razão. Basta ver meia dúzia de vídeos de idiotas em canais no YouTube para você se radicalizar. Em contrapartida, para ser um progressista, você precisa estudar", completou.

Famosos