PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Jennifer Lopez: esnobada do Oscar 'doeu', mas ensinou uma lição

Jennifer Lopez é a stripper Ramona Vega em cena do filme "As Golpistas" - Copyright Metropolitan FilmExport
Jennifer Lopez é a stripper Ramona Vega em cena do filme 'As Golpistas' Imagem: Copyright Metropolitan FilmExport

Do UOL, em São Paulo

03/12/2020 13h56

Jennifer Lopez não esconde que ficou chateada por não ter sido indicada ao Oscar. A superestrela estava cotada para o prêmio pela performance em "As Golpistas", que rendeu indicações ao Globo de Ouro, SAG Awards e Critics Choice, entre outros prêmios.

Doeu, mas me fez perceber que eu não tenho nada a provar para ninguém. Olhe para a minha vida neste momento! Tudo o que eu faço é tentar pensar em algo mais excitante, mais criativo, mais impactante do que aquilo que fiz antes."
Jennifer Lopez à Billboard sobre 'lição' que tirou da esnobada no Oscar

Sem falsa modéstia, ela acha que merece o rótulo de "ícone". "Eu entendo um ícone como alguém que define um momento ou uma era. Alguém como Barbra Streisand, por exemplo, [...] que redefiniu o cinema e a música com uma beleza que não era típica", comentou.

Quando eu comecei a trabalhar, aos 20 e poucos anos, quem aparecia na capa das revistas eram modelos magérrimas. Altas, loiras, brancas, raramente negras. Nunca latinas. Eu não escondi que era do Bronx, não escondi meu começo humilde. Eu abracei tudo para ser quem era, oferecer ao público algo diferente."
Jennifer Lopez define um 'ícone'

Hoje aos 51 anos, ela promete não deixar os holofotes tão cedo. "Quando você é uma mulher, as pessoas mal podem esperar para te colocar de lado. 'Quem é a próxima garota na fila?'", criticou.

"Eu decidi que não vou deixar eles fazerem isso comigo. Eu vou continuar surpreendendo todo mundo, e também surpreendendo a mim mesma", completou.

Lenda, né, gente?

Famosos