PUBLICIDADE
Topo

Ex de Marlon diz que cantor confessou 'problema com sexo': 'Sem controle'

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/12/2020 11h34

Letícia Oliveira abriu mais um capítulo do fim de seu casamento de 15 anos com o cantor Marlon, da dupla com o irmão Maicon. Ela, que foi traída por ele e pela melhor amiga, Maria Clara, grávida do cantor, bateu um papo com Márcia Goldschmidt em live no Instagram.

Durante a conversa, a fisioterapeuta disse que Marlon admitiu para ela que sempre a traiu. "Ele disse que tem problema com sexo, sedução, que não consegue se controlar. Ele foi honesto comigo de dizer que tinha meses que ele conseguia se controlar, às vezes até anos", disse Letícia.

"A nossa conversa foi tão amena que eu brinquei, dizendo: 'Nossa, por que você não me avisou, que eu tinha comprado um bolo de 1 ano sem traição...'", contou ela. "O que me doeu foi a traição vinda de quem veio [Maria Clara]", acrescentou.

"Ele me falou aquilo tudo, que me traiu, que nunca tinha parado, desde a primeira esposa, que é um defeito ou problema que ele tem", disse para Goldschmidt, alegando ter recomendado um tratamento para o ex.

A fisioterapeuta também falou como Marlon se aproximou de Maria Clara durante a quarentena. "Ele me contou que deu em cima dela, que os dois acabaram saindo e que ela engravidou de primeira, no segundo encontro deles. Quando ele me falou, na hora eu chorei e falei: 'Poxa, Marlon, você entende que você tirou o meu sonho?'.

"Se você tivesse me falado da situação desde o começo. Se tivesse me falado a verdade, a verdade liberdade", disse ela, falando sobre a possível fertilização que faria para engravidar.

Por fim, Letícia afirmou que se ele tivesse sido honesto e quisesse, ela toparia criar o filho de Maria Clara. "Ele me falou que achou que eu não fosse perdoar, por ser quem era. Se ele tivesse conversado e sugerido assumir o filho dela, comigo, de repente eu aceitaria. Eu estava em outra dimensão."

"Se ela [Maria Clara] não se importasse, de repente daria. Nessa nova conversa, ele foi mais sincero que o normal e me falou se não fosse isso, estaria casado comigo eternamente, vivendo do jeito que eu vivia e que estaria tudo bem. Ele disse que não se separaria de mim senão fosse esse ocorrido, que ele me amava. Na conversa, ele me chamava de amor", concluiu.