PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Carlinhos Maia se defende de polêmica: 'Conversa aconteceu com prefeitura'

Carlinhos Maia apagou vídeo após a publicação - Reprodução/Instagram
Carlinhos Maia apagou vídeo após a publicação Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/01/2021 19h02

Carlinhos Maia voltou a falar sobre o convite que teria recebido das autoridades do Alagoas para ser uma das primeiras pessoas da região a tomar a vacina contra a covid-19. De acordo com vídeos publicados nas suas redes sociais, o pedido teria partido do atual prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB).

"Aconteceu essa conversa sim, que foi inclusive da prefeitura de Maceió, mas foi na melhor intenção do mundo. Mas não ataquem o prefeito porque é uma pessoa que eu gosto pra caramba e ele é muito revolucionário com esse negócio de internet."

De acordo com Carlinhos Maia, o prefeito teria dito que, pelo número de seguidores, o humorista poderia incentivar as pessoas a também tomarem a vacina contra a covid-19.

"Deixando claro que eu jamais tomaria a vacina, eu só quis deixar claro para vocês que eu aceitei fazer a campanha e inclusive filmar os idosos que iam tomar a vacina. Eu até pedi para ele colocar a minha mãe, a dona Madalena que já tem 70 anos... E a minha rede social estaria à disposição. Então não foi o governador. Eles desmentiram uma coisa aí que nem partiu deles. Foi uma coisa conversada com o prefeito de Maceió e foi uma ideia."

"Justamente se me vissem lá filmando as pessoas tomando vacina, incentivando as pessoas tomando a vacina, eu quis me precaver de alguma forma das pessoas dizerem 'Que hipocrisia, aglomera, mas está tomando vacina'. Então era só isso, as minhas redes sociais seriam cedidas para incentivar a tomar a vacina. Peço desculpas ao prefeito de Maceió por todo esse constrangimento", concluiu.

Após a declaração, Carlinhos Maia apagou os stories da sua rede social.

Ainda nesta tarde, a prefeitura de Penedo afirmou que seguirá com os protocolos de vacinação para o grupo prioritário da primeira fase e que não convidou pessoas que não se encaixam no perfil.

O UOL entrou em contato com a Prefeitura de Maceió e aguarda uma resposta.

Entenda

Em publicação realizada no seu Twitter na tarde de hoje, Carlinhos Maia afirmou ter negado um convite para ser uma das primeiras pessoas a tomar a vacina contra a covid-19 no seu estado, o Alagoas.

"Me convidaram aqui no meu estado para ser um dos primeiros a tomar a vacina. Não acho justo com quem ficou em casa todo o esse tempo, não aceitei", declarou o humorista.

Em nota, o Governo de Alagoas negou ter feito qualquer convite para pessoas que não estejam no grupo que será vacinado agora: profissionais de saúde que atuam na linha de frente, indígenas, quilombolas e idosos residentes em abrigos.

"A Secretaria de Estado da Comunicação informa que as 71 mil doses de vacina que começam a ser aplicadas nesta terça-feira (19/01) serão destinadas exclusivamente ao grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde", afirma a nota. "Não procedem informações de convites feitos a qualquer cidadão fora deste grupo".

Em dezembro, Carlinhos Maia foi criticado por dar uma festa cheia de famosos, mesmo dia em que o Brasil registrou alta no número de óbitos causados pela covid-19 em todas as regiões. A festa, chamada de "Natal da Vila", aconteceu em Penedo, Alagoas, e reuniu celebridades como os ex-BBBs Pyong Lee e Gabi Martins.

Depois da festa, o ex-BBB Victor Hugo deu entrada no Hospital Metropolitano de Alagoas, em Maceió, onde foi diagnosticado com covid-19. Ele apresentou pneumonia e foi levado à UTI, por ter necessidade de de suporte de oxigênio.

Famosos