PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Humorista Epaminondas Gustavo morre aos 55 anos em decorrência da covid-19

O juiz Cláudio Rendeiro, mais conhecido como o personagem Epaminondas Gustavo - Reprodução
O juiz Cláudio Rendeiro, mais conhecido como o personagem Epaminondas Gustavo Imagem: Reprodução

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Florianópolis (SC)

18/01/2021 12h02

Morreu na manhã de hoje em Belém, no Pará, o humorista Cláudio Rendeiro, de 55 anos, que interpretava o personagem Epaminondas Gustavo. Ele estava internado desde 9 de janeiro e não resistiu às complicações da covid-19.

A morte aconteceu por volta de 6h, segundo o Tribunal de Justiça do Pará (TJPA). Além de humorista, Rendeiro era juiz da 4ª Vara do Tribunal do Júri, em Belém.

"Os atos fúnebres estão sendo procedidos com as cautelas recomendadas pelos protocolos relativos à pandemia do coronavírus, de que o ilustre juiz foi vítima, por isso reservados aos círculos familiares, enquanto o Tribunal de Justiça adota os procedimentos próprios à ocorrência de perdas de seus integrantes, entre os quais o juiz de direito Claudio Rendeiro era dos mais destacados, no exercício da função na aplicação da Justiça", informou em nota o TJPA, que decretou luto oficial por três dias.

Rendeiro ficou conhecido por dividir a dupla jornada entre juiz criminal e humorista, interpretando o Epaminondas Gustavo, que buscava representar o caboclo ribeirinho da Amazônia.

Ele também usava o personagem para tratar de assuntos considerados sérios da área que atuava com uma linguagem mais popular.

Artista é homenageado nas redes

A morte do humorista ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter ao longo da manhã de hoje. Artistas, políticos e autoridades do direito lamentaram a morte de Rendeiro.

"Belém amanheceu triste. Nosso querido Cláudio Rendeiro, conhecido pelo personagem Epaminondas, partiu vítima da covid-19. O Pará perde um brilhante juiz, o humor e a alegria contagiantes de um ser humano iluminado", comentou o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL).

A cantora Gaby Amarantos também lamentou a morte do humorista e fez um alerta: "A batalha contra a covid ainda não acabou, gente".

Em um texto emocionante, a cantora Fafá de Belém destacou que Rendeiro conseguia "tocar todos os corações" ao mesclar o personagem com o papel de juiz.

"Com sua alegria, Epaminondas seguia a falar de uma forma muito simples, para pessoas simples, do que era Justiça. A serviço de Claudio Rendeiro, o juiz, esse personagem leve, caboclo, quase uma criança, conseguia tocar a todos os corações. Vai, Epaminondas. Vai meu amigo Claudio, acender esse farol pela tua caminhada em outro plano", escreveu.

Na área jurídica, o chefe da Procuradoria da República no Pará, Alan Mansur, frisou que Rendeiro levou o humor para a profissão no Direito. "Trouxe Justiça na sua profissão e muita alegria a todos como autêntico comediante paraense", pontuou.

O Paysandu, time de coração de Rendeiro, lembrou que o humorista teve a triste coincidência de morrer no Dia Internacional do Riso.

"O Paysandu lamenta profundamente o falecimento de Cláudio Rendeiro, juiz e humorista que interpretava o personagem Epaminondas Gustavo. No Dia Internacional do Riso, este bicolor que fez a gente tantas vezes sorrir, nos deixou."

Famosos