PUBLICIDADE
Topo

Felipe Neto cobra artistas sertanejos; Zé Felipe e Gusttavo Lima respondem

Do UOL, em São Paulo

29/04/2021 10h09Atualizada em 29/04/2021 11h45

O youtuber Felipe Neto cobrou, nesta quarta-feira (28), posicionamento político de artistas a respeito da condução da pandemia por parte do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

No entanto, os comentários não foram bem recebidos por parte do público e por cantores do mundo sertanejo, como Zé Felipe, Gusttavo Lima, João Bosco e Vinícius, que rebateram as opiniões do influenciador digital. Entenda por quê.

As críticas de Felipe Neto

Durante uma live com figuras do meio jurídico como Augusto de Arruda Botelho, Marco Aurélio de Carvalho, Fabiano Silva dos Santos, Conde e Gabriela Araújo, Felipe Neto questiona:

"Não tem mais espaço para tolerar o inaceitável silêncio de grandes comunicadores deste país. Não tem mais tolerância. Quero parabenizar os artistas que usam seu espaço de maneira consciente, os cantores que vão na contramão, perdendo publicidade. Agora quanto estão em silêncio? Cadê os artistas sertanejos? Cadê vocês? Estão fazendo o quê? Tem gente morrendo e a preocupação é livezinha enchendo a cara? Não fala uma frase?"

Segundo ele, o professor Silvio Almeida perguntou durante a transmissão sobre o papel de influenciadores - seja do campo da comunicação ou das artes - no momento atual.

Comecei um discurso de resposta de 10 minutos sobre vários temas. Dentre eles, o que não é novidade, um tema que falo sobre quem se silencia. Dentro desse embate contra o fascismo que vivemos, tem artistas que ficam em silêncio e isso não é mais aceitável. Repeti isso. Dentro do discurso fiz uma provocação aos sertanejos por ser uma classe artística onde a maioria dos mais famosos não se pronunciam a respeito do governo matando milhares de pessoas. Eu não queria criticar live nenhuma, não falei especificamente sobre o trabalho de ninguém.

Felipe Neto encerrou as explicações dizendo:

Os próprios sertanejos estão vendo o trecho descontextualizado e achando que falei para eles que eles não fazem nada na pandemia, o que tem nada a ver. Até entendo alguns cantores ficarem esbravejando e xingando nos Stories porque eles estão mal informados, minha crítica é outra. A todos os sertanejos: boa sorte na carreira, que vocês continuem alegrando o povo brasileiro, só dedico coisas positivas. Mas abram a boca sobre o desgoverno fascista que estamos enfrentando

Zé Felipe xingou, Gusttavo Lima rebate

Zé Felipe - Reprodução/ Instagram @virginia - Reprodução/ Instagram @virginia
Zé Felipe xingou o youtuber
Imagem: Reprodução/ Instagram @virginia

Sem especificar qual vídeo assistiu, o cantor Zé Felipe decidiu responder aos comentários do empresário na noite de quarta-feira (28).

O que o Felipe Neto falou hoje: 'esses artistas sertanejos fazem livezinha bebendo cachaça'. Primeira coisa que livezinha é a p... que te pariu.

O filho do sertanejo Leonardo defendeu a classe artística dizendo que contribuiu para o combate à pandemia com doações.

Segundo que a cachaça que nós 'bebe' nas lives, não estamos pedindo para você pagar. E os artistas populares que cantam forró, sertanejo, tenho certeza contribuiu muito mais com álcool em gel nessa pandemia do que você. Então lava a boca.

Gusttavo Lima também ironizou a popularidade do youtuber através de um comentário no perfil TV Meu Sertanejo

Quem é esse cara? Não o conheço, alguém me ajuda, por favor? Quero me inteirar do assunto"

A dupla João Bosco e Vinícius escreveu na mesma publicação: "Um exemplo clássico de intolerância está aí, cai quem quer". Já Guilherme e Benuto se referiram a Felipe Neto como um "menino bilíngue" como um emoji de fezes ao lado.

Naiara Azevedo também disse desconhecer quem é o influenciador digital.

Vou procurar aqui no Google quem é esse Felipe Neto. Perguntei para a galera aqui em casa e ninguém nunca ouviu

'Larga a cloroquina e veja a Time'

Felipe Neto - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Felipe Neto postou stories explicando quem ele era
Imagem: Reprodução/Instagram

Após as críticas, Felipe Neto publicou um vídeo em seu Instagram Stories em que rebate "para a galera perguntado: 'quem é esse cara', larga a cloroquina e leia a revista Time'.

O comentário fez referência à revista que nomeou ele e o presidente Jair Bolsonaro como os dois brasileiros mais influentes no ano passado.

Durante a pandemia, Gusttavo Lima doou 150 cilindros de oxigênio para Manaus, no Amazonas, quando o sistema de saúde estava em colapso. Contudo, ele não fez nenhum posicionamento contra a gestão federal.

O "Embaixador", como é chamado pelos fãs, foi um dos seis cantores - entre os 20 mais ouvidos no país - que manifestou publicamente sua preferência durante as eleições de 2018. Ele apoiou o então candidato do PSL, Jair Bolsonaro, assim como a dupla Zé Neto e Cristiano.

Naiara Azevedo se encontrou com o presidente em janeiro deste ano ao lado de artistas como Sorocaba, Amado Batista e até o pai de Neymar em um almoço criticado por promover aglomeração durante o período de distanciamento social.

A assessoria da cantora afirmou que o almoço teve como pauta a crise do setor de entretenimento durante a pandemia. Naiara não usava máscara na foto ao lado do deputado Daniel Freitas (PSL), de Sorocaba e também do ator e Secretário Especial da Cultura, Mario Frias.

Treta continuou no Twitter

Já nesta quinta-feira (29), Felipe Neto voltou às redes, desta vez usando o Twitter para responder ao vídeo de Zé Felipe, que apareceu com a máscara no pescoço.

Ao rapaz do sertanejo com a máscara no queixo me xingando: Eu não critiquei fazer live com bebida, eu critiquei o silêncio sobre o atual governo fascista. E não existe disputa de quem faz mais caridade. Faça sua doação sem pedir biscoito, ela é o mínimo