PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Mãe e irmã de Paulo Gustavo deixam hospital por saída alternativa

Déa Lúcia e Juliana Amaral deixam hospital no RJ - Marcelo Sá Barreto/AgNews
Déa Lúcia e Juliana Amaral deixam hospital no RJ Imagem: Marcelo Sá Barreto/AgNews

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/05/2021 20h46Atualizada em 04/05/2021 22h46

Déa Lúcia e Juliana Amaral, mãe e irmã de Paulo Gustavo, deixaram o hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, no início da noite de hoje. Horas depois, a equipe do ator informou que ele morreu em decorrência da covid-19.

"Às 21h12 desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento", disse a nota.

"A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", diz a nota.

Paulo Gustavo deixa o marido, o médico Thales Bretas, e dois filhos.

Déa Lúcia e Juliana Amaral deixam hospital no RJ - Marcelo Sá Barreto/AgNews - Marcelo Sá Barreto/AgNews
Déa Lúcia e Juliana Amaral deixam hospital no RJ
Imagem: Marcelo Sá Barreto/AgNews

O histórico do estado de Paulo Gustavo

O comediante foi intubado em 21 de março, após 8 dias de internação para combater a covid-19. Paulo Gustavo, no entanto, continuou a apresentar piora do quadro respiratório e, no dia 2 de abril, a equipe médica decidiu submetê-lo à terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea) na UTI, uma técnica também conhecida como pulmão artificial que auxilia na oxigenação do sangue.

No dia 4 e, novamente, no dia 9 de abril, o ator passou por procedimentos por via endoscópica (toracoscopia) para corrigir fístulas bronco-pleurais, uma comunicação anormal entre brônquios e pleura, a membrana dos pulmões, que permite o vazamento de ar.

Em 11 de abril, o ator seguia em estado crítico, teve nova fístula detectada, segundo nota à imprensa, e recebeu reposição de fatores de coagulação. No dia 15 de abril, um novo boletim médico afirmou que ele também foi submetido naquela semana a "várias intervenções, como broncoscopias, e alguns procedimentos cirúrgicos" que controlaram hemorragias.

No boletim divulgado ontem, os médicos informaram sobre a embolia gasosa disseminada. Ele chegou a acordar na tarde de domingo e falou com o marido, mas à noite o quadro piorou.

Famosos