PUBLICIDADE
Topo

Ex-empresário de Mario Frias pede que ele 'não chame a Globo de Globolixo'

O secretário especial da Cultura, Mário Frias, durante Cerimônia de Lançamento da Retomada do Turismo - Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
O secretário especial da Cultura, Mário Frias, durante Cerimônia de Lançamento da Retomada do Turismo Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

27/05/2021 10h07

Guilherme Abreu, ex-empresário de Mario Frias, divulgou uma carta aberta em suas redes sociais criticando a gestão do atual secretário especial da Cultura do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Pedindo que Frias pare de "tirar fotos com cara de mau", Abreu disse que o secretário deveria propor benefícios para toda a classe artística.

Você deveria trazer ajuda para a nossa classe artística, verbas para os funcionários e similares para poder sobreviverem, trazer ideias, abrir carteiras de crédito e ser de verdade um defensor da classe. Escreveu Guilherme Abreu em publicação no Facebook

O ex-empresário do secretário também citou a informação publicada inicialmente pela Folha de S.Paulo e confirmada por Splash por três fontes que frequentam a secretaria, de que Frias anda e despacha armado no ambiente de trabalho.

Li, tristemente que você berra e humilha seus funcionários? Pra que? Por que andas armado? Está devendo algo a alguém? Está sendo perseguido? Indagou o empresário

Por fim, Guilherme Abreu, que foi empresário do ator na época da novela "Malhação", fez um pedido:

Não chame a TVG [TV Globo] de 'Globolixo', do qual foi seu primeiro emprego!

Confira a carta na íntegra:

Carta Aberta

Ilustríssimo Senhor Mario Frias

Venho por meio desta lembrá-lo que fui seu primeiro empresário na 'Malhação', da TV Globo.

Como sempre tive oportunidades de lhe dar conselhos, exerço esse dever, de você parar de tirar fotos com cara de mau e armado.

Você deveria trazer ajuda para a nossa classe artística, verbas para os funcionários e similares para poder sobreviverem, trazer ideias, abrir carteiras de crédito e ser de verdade um defensor da classe.

Li, tristemente que você berra e humilha seus funcionários? Pra que?

Por que andas armado? Está devendo algo a alguém? Está sendo perseguido?

Reflita e mostre com a sua gestão uma linha de crédito para toda a nossa classe.

E não chame a TVG [TV Globo] de 'Globolixo', do qual foi seu primeiro emprego!

Exerça seu cargo com celeridade e com inteligência para nos ajudar.

Att,
Guilherme Abreu