PUBLICIDADE
Topo

'Respeitem a memória de Agnaldo Timóteo', pede sobrinho do cantor

Agnaldo Timóteo, que morreu aos 84 anos, é natural de Caratinga (MG) e foi conhecido como o "Cauby Mineiro" no começo da carreira. - Reprodução/TV Globo
Agnaldo Timóteo, que morreu aos 84 anos, é natural de Caratinga (MG) e foi conhecido como o "Cauby Mineiro" no começo da carreira. Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 10h13

Pouco mais de dois meses após a morte de Agnaldo Timóteo, o sobrinho e assessor pessoal do cantor e político, Timotinho, fez um desabafo nas redes sociais após uma fala de Luisa Marilac.

Nessa semana, em uma série de Stories no Instagram e também no Youtube, Marilac afirmou que a produção do "Superpop", da RedeTV!, a orientou a questionar se Agnaldo Timóteo era homossexual ao vivo. Ela completou sua fala reforçando que a equipe do programa influenciava na participação dos convidados.

"Acho um desrespeito, o Timóteo acabou de falecer, está muito recente, a família ainda está de luto. Peço que respeitem a memória do Timóteo. Respeitem o cantor que ele foi, o político que ele foi, o artista que ele foi", disse Timotinho.

"Acho um desserviço e quero crer, pelo vínculo que tenho com o 'Superpop', inclusive eu estava nesse dia acompanhando o Timóteo nesse programa e sei que foi natural. Quero crer que a Luciana e o programa não tenham pedido isso", acrescentou.

O cantor e político Agnaldo Timóteo morreu no dia 3 de abril, por complicações da covid-19, aos 84 anos.

Confira a fala de Luisa Marilac: