PUBLICIDADE
Topo

Roger, do Ultraje a Rigor, é condenado a pagar R$ 100 mil a artista

Retrato de Roger Moreira, vocalista do Ultraje à Rigor - Lucas Lima/UOL
Retrato de Roger Moreira, vocalista do Ultraje à Rigor Imagem: Lucas Lima/UOL

Marina Marini

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 12h50Atualizada em 11/06/2021 16h07

Roger Moreira, vocalista da banda Ultraje a Rigor, foi condenado a pagar R$ 100 mil — que deverá ser corrigido monetariamente — para a artista plástica Adriana Varejão.

O UOL teve acesso à decisão, assinada pela desembargadora Geórgia de Carvalho Lima e publicada no dia 8 de junho, que também impõe a divulgação de texto um de retratação — sujeita à multa diária no valor de R$ 200.

Roger publicou ofensas contra Adriana no Twitter em 2017, quando ela defendia a permanência da exposição "Queermuseu", em Porto Alegre.

Em publicação, o músico alterou uma foto da artista — que também estava exposta no Santander Cultural da cidade gaúcha — ao desenhar cruzes nos seus olhos e um pênis em direção à sua boca, além de ter escrito sobre os seus seios a palavra "puta".

"Nesse contexto, restaram suficientemente demonstradas a conduta ilícita do réu, o dano e o nexo de causalidade, ressaindo, daí, evidente o dever de indenizar", diz a decisão.

1 - Reprodução / Instagram - Reprodução / Instagram
Publicação de Adriana Varejão nos Stories do Instagram
Imagem: Reprodução / Instagram

Nos Stories do Instagram, Adriana Varejão comemorou a decisão da desembargadora e disse que o dinheiro que irá receber será doado a ONGs que atuam na área de proteção da mulher, da arte e das minorias.

"Vitória a favor da liberdade, contra a misoginia e intolerância", escreveu a artista.

Procurado pela reportagem, Roger Moreira ainda não se pronunciou sobre o caso.