PUBLICIDADE
Topo

Kardashian consegue restrição contra fã que lhe deu pílula do dia seguinte

Kim Kardashian foi à Justiça após receber pacote suspeito - Reprodução/Instagram@kimkardashian
Kim Kardashian foi à Justiça após receber pacote suspeito Imagem: Reprodução/Instagram@kimkardashian

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 10h18Atualizada em 17/06/2021 14h10

A socialite Kim Kardashian conseguiu uma ordem de restrição contra o suposto fã que enviou um pacote de presente com um anel de noivado de diamante e uma pílula do dia seguinte, conhecida nos Estados Unidos como 'Plano B'.

Segundo o TMZ, advogada Shawn Holley entrou na justiça americana contra Nicholas Constanza, que ela acredita ser o responsável pelo envio.

O homem deve parar de tentar contato com Kim Kardashian e ficar a, pelo menos, 91 metros de distância da ex-mulher de Kanye West.

Kim acredita que Constanza é quem lhe enviou o pacote descoberto no dia 3 deste mês já que ele teria aparecido na mansão dela na Califórnia, nos Estados Unidos, e teria mentido aos seguranças dizendo que ela aceitou jantar com ele.

Segundo os documentos entregues pela advogada dela, o homem também publicou mensagens nas redes sociais sobre Kim e dizia que ambos eram casados exibindo um certificado falso.

Kim Kardashian pediu o divórcio em fevereiro deste ano. O casamento durou 7 anos e os dois são pais de quatro filhos: North, Chicago, Psalm e Saint. Em episódio do reality "Keeping Up With The Kardashians", a empresária chorou ao falar do casamento — ainda três meses antes de fazer o pedido de separação.