PUBLICIDADE
Topo

Amiga de Mabel, Monique Curi diz que ela fez 9 cirurgias com apoio de Tatá

Gabriel Nanbu

Do UOL, em Santos

22/06/2021 18h27

Monique Curi, atriz e amiga de Mabel Calozari, que morreu hoje aos 21 anos, diz que a atriz "lutou ferozmente" contra a doença, mas teve complicações na última semana e não resistiu. A artista conta que, desde dezembro, Mabel passou por nove cirurgias e contou com o apoio financeiro e moral da atriz Tatá Werneck.

No fim do ano passado, Mabel viu voltarem os sintomas da aracnoidite torácica, doença rara que causa inflamação da medula espinhal e, por isso, foi internada no Hospital Miguel Couto.

Os cistos iam e voltavam, iam e voltavam, por isso tantas cirurgias. É um sofrimento que só quem conviveu sabe.

Apoio de ídolo

Monique, que conheceu Mabel no ano passado (e diz ter se apaixonado por sua história de luta), se tornou uma espécie de "mãe adotiva" da atriz quando ela foi internada. A mãe de Mabel, Silvia, que é cabeleireira, parou de trabalhar para cuidar da filha, e Monique organizou uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para elas.

Tatá foi a pessoa que mais contribuiu na arrecadação. Monique conta que, durante a internação, mesmo sem conhecê-la pessoalmente, a humorista animou seus dias com frequência, em ligações.

A Tatá, além de ajudá-la financeiramente, batia papo, ligava direto, dava atenção. Ofereceu amor, carinho e amizade. Era um ídolo dela, e fez muita diferença.

Monique Curi se tornou amiga de Mabel no ano passado - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Monique Curi se tornou amiga de Mabel no ano passado
Imagem: Reprodução/Instagram

"Todo mundo dizia que a Mabel era parecida com a Ísis Valverde, e a Tatá contou para a Ísis que ela queria conhecê-la. Ela colocou as duas em contato, e a Mabel ficou superfeliz. Ela me contava sobre isso no telefone muito animada" disse.

Luta

Monique diz que, nas últimas semanas, Mabel teve alta e passou alguns dias em casa, mas ainda com muitos sintomas. Depois, conta a atriz, ela conseguiu com que a jovem fosse transferida para o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho.

"Começaram a agravar as coisas. Ela começou a ter febres diárias, convulsões e espasmos. Ela passava por tomografias e ressonâncias, mas não descobriam o que era", diz Monique. "Na semana passada, com as convulsões, ela passou a não mais reconhecer mais ninguém. Não sabia quem era ou onde estava".

A atriz conta que na última sexta, Mabel teve uma parada respiratória e precisou ser intubada. No dia seguinte, teve uma parada cardíaca que trouxe danos cerebrais. Ela e a família visitaram a atriz no domingo. Foram feitos exames, e hoje foi constatada a morte cerebral. Os órgãos da atriz, de acordo com sua vontade, serão doados.

Admiração e amizade

Mabel recebeu o diagnóstico da doença em 2019, após o nascimento do filho, Nicolas, de 1 ano e 11 meses com o também ator João Fernandes.

Monique conta que entrou em contato com a história de Mabel quando procurava "mulheres incríveis" para entrevistar para seu canal de YouTube. Ela a conheceu na entrevista, e elas criaram vínculo.

Era uma mulher de 20 anos, com filho pequeno e que lutava com uma doença rara. Quando a entrevistei, fiquei apaixonada. Ela tinha uma bagagem de sofrimento, mas era muito madura, e a gente começou a ser falar por WhatsApp.

Monique diz que Mabel contou sobre a volta dos sintomas de sua doença em dezembro e, desde então, fez o que pode para confortá-la e ajudá-la.