PUBLICIDADE
Topo

Namorado de Britney pede 'liberdade' para a cantora antes de audiência

A cantora Britney Spears com o seu namorado, Sam Asghari, em premiação em Beverly Hills - J. Merritt/Getty Images for GLAAD
A cantora Britney Spears com o seu namorado, Sam Asghari, em premiação em Beverly Hills Imagem: J. Merritt/Getty Images for GLAAD

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/06/2021 15h23

Sam Asghari, namorado de Britney Spears, demonstrou apoio à cantora nas redes sociais. Em foto publicada no Instagram, o rapaz veste uma camiseta com a frase "Free Britney" ("Liberte Britney") estampada. Asghari incluiu um emoji de "leoa" na foto, referindo-se ao apelido carinhoso que deu à cantora.

Hoje, a estrela do pop participará remotamente de uma audiência sobre sua tutela. O pai de Britney, James P. Spears, e um advogado assumiram o controle de seus assuntos pessoais e comerciais após a cantora ser hospitalizada duas vezes na ala psiquiátrica em 2008.

Sam Asghari demonstra apoio a Britney Spears antes de audiência da tutela - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Sam Asghari demonstra apoio a Britney Spears antes de audiência da tutela
Imagem: Reprodução/Instagram

Não é a primeira vez que Asghari se manifesta sobre a tutela da namorada. Em fevereiro, o rapaz compartilhou uma mensagem nas redes sociais alegando que o pai da cantora tenta controlar o relacionamento deles. "Na minha opinião, Jamie é um idiota total", escreveu.

Segundo registros judiciais confidenciais obtidos pelo New York Times, Britney expressou forte oposição à tutela nos últimos anos. Em audiência fechada, em 2014, o advogado de Spears disse que sua cliente queria explorar a remoção do pai como seu tutor. A artista teria apresentado uma "lista de queixas", que incluíam objeções ao consumo de bebida alcoólica de James, seu comportamento e à parcela de dinheiro que recebia, limitando-a a receber apenas uma mesada semanal.

Em outra declaração obtida pelo jornal, Britney afirmou que foi internada à força em uma clínica psiquiátrica e obrigada a trabalhar com uma febre de 40 °C.