PUBLICIDADE
Topo

Rafael Ilha e mulher são condenados por tráfico de armas

Rafael Ilha - Reprodução/YouTube
Rafael Ilha Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2021 16h59Atualizada em 25/06/2021 18h01

Ex-integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha foi condenado em primeira instância pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) por tráfico de armas. Aline Kezh Felgueira, mulher do cantor, também foi condenada no mesmo processo.

O casal foi preso em flagrante em 2014 quando ia do Paraguai ao Brasil. Eles foram detidos após ultrapassar a Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu, Paraná, com uma espingarda calibre 12 e 50 cartuchos de munição.

Rafael Ilha afirmou que a arma sem registros custou R$ 2,5 mil e serviria apenas para uso próprio. Após a denúncia realizada pelo Ministério Público Federal, a pena definida pelo tribunal é de 2 anos, 10 meses e 20 dias.

Aline Kezh Felgueira teve pena apontada de 2 anos e 8 meses.

A autoria delitiva é inequívoca, recaindo sobre os réus, pois os mesmos confessaram que a arma e as munições foram encontradas em poder de Aline Kezh Felgueira (a ré), enquanto o réu Rafael Ilha Alves Pereira, na mesma circunstância de tempo e lugar, apresentou-se como sendo o proprietário e responsável pelos objetos ilícitos apreendidos.
Desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, relator do caso.

A decisão também concede uma "ordem de habeas corpus" até que a sentença seja analisada em terceira instância, diz o relatório oficial do processo.

Defesa de Rafael Ilha vai recorrer

José Beraldo, advogado do casal, destaca que a defesa está entrando com um recurso e afirmou não ser possível falar em condenação por se tratar de um processo em andamento.

"Vamos comprovar que houve a prescrição por parte de Aline e Rafael não comprou nada. O armamento comprado pela Aline era permitido no Paraguai e ela iria legalizar aqui. O Rafael não teve participação", disse sobre o caso.

Por não ser uma decisão unânime da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o advogado afirmou que serão solicitados embargos infringentes, um recurso cabível da defesa neste cenário.

Além de chegar ao sucesso como integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha também foi o vencedor do reality show "A Fazenda 10", disputado em 2018. O cantor disse ter comprado um carro e pagado dívidas com o prêmio de R$ 1,5 milhão conquistado no programa.