PUBLICIDADE
Topo

Repórter atacada por pitbull diz que foi acusada de invasão por caso Lázaro

Repórter do SBT, Vanessa Vitória trabalhou na cobertura do caso Lázaro Barbosa até ser mordida por um cachorro - Reprodução/Instagram
Repórter do SBT, Vanessa Vitória trabalhou na cobertura do caso Lázaro Barbosa até ser mordida por um cachorro Imagem: Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

29/06/2021 04h00

Repórter do SBT em Brasília, Vanessa Vitória passou por um susto na semana passada durante a cobertura do caso Lázaro Barbosa, que ontem foi capturado e morto pela Polícia Civil. Ela entrou na casa de uma moradora em Cocalzinho de Goiás para usar o banheiro momentos antes de entrar ao vivo para falar as últimas notícias quando foi mordida por um pitbull.

A jornalista diz que muitas pessoas nas redes sociais afirmaram que ela teria invadido a propriedade em busca de sensacionalismo. Vanessa desmente essa acusação:

Muita gente me acusou de ter invadido a chácara. Não era uma chácara e eu não invadi. Eu estava com a proprietária, autorizada a entrar na casa. Muita gente fazendo juízo de valor, dizendo 'tudo pela notícia', 'tudo pelo sensacionalismo'. Não é verdade. O cachorro estava em uma situação de estresse, assim como todos moradores. Foram dias muito intensos.

Vanessa conta que havia conhecido a moradora da casa na semana anterior pois estava há dias trabalhando nesta cobertura jornalística. No sufoco para ir ao banheiro, ela se lembrou que naquela casa receberia ajuda. Foi o que a jornalista fez.

Ela seguiu de carro com o assistente de reportagem até o local e ficou feliz ao reconhecer a proprietária da casa. Mas o alívio durou pouco tempo. Após sair do veículo, em questão de segundos, o cachorro se soltou e a atacou.

Quando eu estava passando, já senti a boca dele na minha perna. Eu não achei que ele havia se soltado. Pensei que a corrente era longa e que ele tinha me alcançado. Vi a cara de desespero da moça, gritando o nome dele, 'solta, solta!'. Enfiei a mão no canino e puxei. Saí correndo para dentro da casa e fechei a porta.

Ida ao hospital e atestado

A repórter foi mordida na lateral da perna direita e na frente do joelho. Depois do susto, ela pensou que não tinha sido grave e que ainda poderia entrar ao vivo no SBT. Mas após ver o ferimento e de receber os primeiros socorros pela proprietária da casa, acabou indo ao Hospital Regional de Taguatinga.

Vanessa Vitória trabalha no SBT como repórter há mais de um ano - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Vanessa Vitória trabalha no SBT como repórter há mais de um ano
Imagem: Reprodução/Instagram

"No caminho eu comecei a sentir a dor. Na hora é muita adrenalina, então você não tem muita noção. Eu nunca tinha sido mordida por um cachorro. Eu estava mergulhada naquela cobertura", se recorda.

No hospital, ela recebeu a vacina antirrábica e antitetânica. Três dias depois da mordida, Vanessa tomou mais um reforço da antirrábica. Ela está afastada do SBT para se recuperar e deve retornar ao trabalho na quarta-feira. Apesar do susto, a repórter se diz grata à proprietária e não sente raiva do cachorro.

Ela me deu total apoio. As pessoas estavam muito solidárias com a imprensa pois sabiam que a gente estava lá por causa de uma notícia que interessava principalmente à população do Distrito Federal e de Goiás, que estava amedrontada com um homem que era capaz de qualquer coisa.