PUBLICIDADE
Topo

Sikêra desabafa após perder patrocínios por fala homofóbica: 'Me excedi'

O apresentador Sikêra Jr. no "Alerta Nacional" - Reprodução/RedeTV!
O apresentador Sikêra Jr. no "Alerta Nacional" Imagem: Reprodução/RedeTV!

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/06/2021 19h42Atualizada em 30/06/2021 12h00

O apresentador Sikêra Júnior desabafou e pediu desculpas ao vivo no programa "Alerta Nacional", da RedeTV!, após perder patrocinadores devido a uma fala homofóbica na sexta-feira (25).

Ele afirmou que está recebendo ataques após chamar pessoas que fazem parte do movimento LGBTQIA+ de "raça desgraçada". O apresentador fez o comentário ao analisar uma propaganda em que crianças falam sobre o tema.

Eu preciso reconhecer que me excedi, no calor do comentário, defendendo a inocência de crianças que eu sempre defendi. Posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Errei, erro e vou errar.

Sikêra Júnior ressaltou que continua discordando do conteúdo exibido no comercial. "Como pai e avô, não posso me calar quando vejo crianças sendo usadas como peças publicitárias para venderem ideologias. Eles precisam brincar, estudar e serem crianças", opinou.

Eu tenho sofrido muito por conta desta situação. Eu tenho a responsabilidade de pedir desculpas publicamente. Vou seguir nesta batalha para defender as crianças e a família tradicional, mas sem desrespeitar quem pensa diferente de mim. Você que discorda também é muito bem-vindo aqui.

O apresentador disse que costuma tratar todas as pessoas com carinho, independentemente de orientação sexual, religião ou cor de pele.

"A você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Extrapolei como nunca e continuo contra o que vi no comercial. Mas como pai de família e homem de bem, o que posso fazer neste momento é pedir perdão", concluiu.

Ação após fala homofóbica

Ricardo Feltrin, colunista do UOL, informou ontem que o Ministério Público Federal decidiu ajuizar uma ação civil pública contra o apresentador Sikêra Jr., por declarações homofóbicas.

O pedido por investigações também foi feito pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que é assumidamente gay. A cantora Ludmilla compartilhou um vídeo com as falas do apresentador e também pediu por punição.

Hoje, a também cantora Daniela Mercury afirmou que o apresentador Sikêra Jr. tem que "perder todos os patrocinadores" por conta dos comentários homofóbicos ao vivo na RedeTV!.