PUBLICIDADE
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Briga, poema e Juliette: Miss Bumbum entrega o que o Brasil tem de melhor

Lunna LeBlanc posou com a faixa de "Miss Bumbum 2021" - Reprodução/YouTube
Lunna LeBlanc posou com a faixa de "Miss Bumbum 2021" Imagem: Reprodução/YouTube

Guilherme Lucio da Rocha

Do UOL, em São Paulo

05/07/2021 22h29Atualizada em 05/07/2021 23h14

Dizem que bunda é paixão nacional. Se esse dito popular é verdadeiro, obviamente boa parte da nação ficou dividida hoje (5) entre assistir a semifinal da Copa América entre Brasil e Peru e a final do concurso Miss Bumbum 2021.

A edição que marca o 10º aniversário do evento foi realizada "seguindo todos os protocolos" (pelo menos foi o que a produção disse) e transmitida pelo YouTube —afinal, estamos numa pandemia.

Se você não assistiu ao evento, o UOL vai te entregar todos os detalhes. E prometemos falar de tudo, menos dos bumbuns das candidatas.

Óbvio que atrasou, né?

Estamos no Brasil de 2021, onde nada dá certo. Para agonia dos fãs e familiares das 15 participantes, o evento, que estava marcado para iniciar às 19h30, atrasou uma boa meia hora. Rolaram até duas contagens regressivas, algo provavelmente inédito.

Enquanto fã-clubes (sim, isso existe) se mobilizavam pelas suas favoritas no chat da transmissão (um show à parte), a premiação marcou o retorno triunfal de Andressa Urach (a grande estrela da noite, mas falaremos dela a seguir), revelação do concurso, que assumiu a missão de apresentá-lo.

Um ponto positivo, aliás, foi a conexão do programa ao vivo.

Agora, se a internet funcionou muito bem, sem nenhum grande problema, não podemos falar o mesmo de ajustes mais finos. Mas se até o Emmy, o Grammy e o Globo de Ouro da pandemia tiveram problemas, por que o Miss Bumbum não teria?

Com os jurados, como Rafinha Bastos e Maurício Meirelles, participando via internet, a impressão era de uma reunião de amigos pós-expediente da firma —ou de mais uma reunião do Zoom. Alguns esqueceram de "desmutar" os microfones, outros estavam em ambiente tão escuro que mal dava para enxergar. Imagens pixeladas, falta de foco e o "eco" na voz da apresentadora incomodavam a todo o momento.

Um outro erro crasso foi a apresentação de MC K-Róu. Mas aí não foi um problema técnico, foi um problema de escolha mesmo. Infelizmente, o medley de 10 minutos da moça destoou bastante da qualidade geral do evento. A situação chegou no nível que, em dado momento, Urach sugeriu que ela cantasse uma de suas músicas enquanto os jurados davam suas notas finais. Foi um momento de tensão para todos, incluindo os espectadores do chat, que temiam que K-Róu voltasse a empunhar o microfone.

Nessa hora, a MC decidiu lançar sua nova canção, solta de improviso ali no palco pela demora no somatório de votos. Na letra, ela ameaçava nos fazer sofrer. E conseguiu.

A cantora K-Róu durante o Miss Bumbum - Reprodução / YouTube - Reprodução / YouTube
A cantora K-Róu durante o Miss Bumbum
Imagem: Reprodução / YouTube

Andressa Urach, a grande estrela

O Miss Bumbum comemorou 10 anos e, como forma de homenagem, convidou Andressa Urach para ser a apresentadora da "grand soirée" (ou grande noite, só que em francês). Ela, que foi vice-campeã em 2012, deu um verdadeiro show à parte.

Com uma elegância de dar inveja a Jimmy Kimmel e uma condução digna de programa de auditório da Oprah, a agora influenciadora digital e adoradora de Jesus Cristo conseguiu conduzir muito bem o evento, deixando até a pessoa mais perdida inteirada do impacto do Miss Bumbum para a cultura brasileira, muitas vezes se usando como exemplo bem-sucedido.

Não querendo chamar a atenção para si, mas já chamando, Urach usou um colar enorme com o nome de seu marido, Thiago, que ela contou ter ficado fora da apresentação por motivos de pandemia. Um adereço que deixaria Luma de Oliveira orgulhosa.

Ao final da premiação, antes de anunciar a vencedora, Andressa se declarou para o empresário e criador do evento, Cacau Oliver, pedindo desculpas por tê-lo abandonado nos últimos tempos —quando dedicou-se à fé (mas deu treta com a Igreja Universal, e ela está de volta, amém).

E, para encerrar, rolou um empate entre primeira e segunda colocada e ela, a musa-mor, foi responsável pelo voto de Minerva.

A apresentadora Andressa Urach no Miss Bumbum 2021 - Reprodução / YouTube - Reprodução / YouTube
A apresentadora Andressa Urach no Miss Bumbum 2021
Imagem: Reprodução / YouTube

O melhor do brasileiro é a bagunça e o improviso

O ápice da premiação foi o momento em que as 15 finalistas, de diversos cantos do país, se apresentaram da forma que queriam. Podiam ter sido mais criativas? Podiam. Gostamos? Também.

Taty Sindel, a candidata que representou a Paraíba, perdeu o voo, chegou atrasada, não participou do primeiro desfile, mas meteu o chapéu de couro e reproduziu um áudio de sua conterrânea Juliette cantando "Deus Me Proteja", de Chico César, junto com o parceiro Wesley Safadão —até no Miss Bumbum a vencedora do "BBB 21" persegue a gente.

o casal formado pelas candidatas Déia Cavalheiro e Camila Beck, representantes do Mato Grosso do Sul e do Tocantins, respectivamente, subiu ao palco juntinho, empunhando a bandeira do movimento LGBTQIA+ e, claro, se beijando.

Kéllyta Tharsys, de Pernambuco, usou a bandeira nacional para seduzir os jurados —e talvez isso constitua algum tipo de crime.

A grande vencedora, Luna Leblanc, representante de Minas Gerais, dançou ao som de "Crazy in Love", de Beyoncé, com direito a um discurso feminista de introdução. Ela, logo uma das primeiras, parecia inovar com suas asas —mas o adereço foi repetido à exaustão pelas concorrentes.

Mas o melhor momento da noite ficou a cargo de Luana Luna, do Mato Grosso. Com a liberdade de escolher a apresentação que achasse melhor para um concurso que julga atributos físicos, ela decidiu declamar um poema. Ecoando os tempos em que as candidatas à Miss Brasil citavam "O Pequeno Príncipe" como livro de cabeceira, a candidata, sentadinha e com o bumbum bem coberto, encerrou sua participação com a seguinte frase:

Beleza não tem padrão. Bonita é ser de verdade.

Após declamar seu poema, Luana foi lembrada por Andressa Urach que estava num concurso que julga... bundas.

Quer fazer um desfile para que os jurados possam avaliar seu bumbum?

Nesse momento, deu para perceber que nem o Miss Bumbum escapa da transformação social pela qual o mundo passa. As candidatas fizeram questão de mostrar mais de si, além de expor suas nádegas, mesmo que isso prejudicasse o resultado final —o que foi alertado por jurados e pela apresentadora.

Candidatas Déia Cavalheiro e Camila Beck se beijam no "Miss Bumbum"   - Reprodução/youtube - Reprodução/youtube
Candidatas Déia Cavalheiro e Camila Beck se beijam no "Miss Bumbum"
Imagem: Reprodução/youtube

Vestido longo?

É uma incongruência o concurso Miss Bumbum fazer com que as candidatas desfilem com vestidos de gala.

Não digo apenas pelo fato de muitas delas ocultarem o que, goste ou não, está em julgamento. Mas as candidatas claramente não estavam confortáveis com tanto pano. Algumas tropeçaram na cauda dos vestidos, e muitas não conseguiam manter a faixa que indicava seu estado de origem junta ao corpo.

É claro que o objetivo do evento é reproduzir os concursos de misses que são sucesso em todo o mundo. No entanto, o Miss Bumbum precisa assumir seu charme o único —o de "concurso mais famoso do Brasil e do mundo", segundo Urach— e não querer repetir a fórmula do sucesso alheia.

Essa parte do evento foi tão desnecessária que uma das candidatas simplesmente não participou, a organização nem avisou e o repórter que cobria o evento também não percebeu. A falta só foi notada na rodada seguinte, quando Andressa Urach informou que a jovem atrasou pois havia perdido o voo. Ah tá.

É treta!

E se o representante máximo do país apresenta desconfiança sobre o resultado das eleições, é claro que a escolha da Miss Bumbum também estaria correndo o risco de sofrer com a suspeição alheia.

Como falamos antes, a escolha da primeira colocada pelos jurados terminou empatada entre Juh Campos (Roraima) e Luna Leblanc (Minas Gerais). Pouco após o desempate, decidido ali na hora por Urach, a candidata Taty Sindel partiu para cima da segunda colocada, arrancou sua faixa de vice, jogou no chão e gritou para as câmeras: "Roubado!"

Final do Miss Bumbum teve confusão entre candidatas - Reprodução / YouTube - Reprodução / YouTube
Final do Miss Bumbum teve confusão entre candidatas
Imagem: Reprodução / YouTube

Vale frisar que as duas eram as de maior torcida no chat da transmissão, que contou com até 1.900 espectadores simultâneos.

Juh, sorridente e com a coroa de prata no cabelo, manteve a compostura e recebeu o apoio de Urach, que pediu desculpas a quem acompanhava a transmissão.

Como se precisasse, Andressa. Até com briga no final, o Miss Bumbum 2021 teve tudo o que o Brasil tem de melhor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL