PUBLICIDADE
Topo

Rafael Cardoso chora ao revelar como Sônia Bridi ajudou a salvá-lo

Rafael Cardoso se emocionou com depoimento da sogra, Sônia Bridi - Reprodução: TV Globo
Rafael Cardoso se emocionou com depoimento da sogra, Sônia Bridi Imagem: Reprodução: TV Globo

Colaboração para o UOL

16/07/2021 12h18Atualizada em 17/07/2021 09h04

O ator Rafael Cardoso, de 35 anos, chorou ao vivo durante participação no programa "Mais Você" hoje, após um depoimento da sogra, a jornalista Sônia Bridi, que revelou ter ficado bastante preocupada com a possibilidade de o famoso ser acometido por uma morte súbita devido a miocardiopatia hipertrófica.

Na atração, o artista contou que sempre conviveu com a doença, mas que, após ter sido diagnosticado com covid-19, o problema de saúde ficou agravado e sofreu uma evolução, "o que me levava ao risco de morte súbita", declarou.

Em junho, Rafael Cardoso foi submetido a um procedimento cirúrgico para implantar um desfibrilador cardíaco devido à doença. Agora, ele garante levar "uma vida normal. "Dá para fazer de tudo, com monitoramento e parcimônia", admitiu.

Casado com Mariana Bridi, filha de Sônia Bridi, o famoso afirmou que a ajuda da sogra foi essencial, e que ela foi a responsável por insistir no tratamento da doença. Em vídeo gravado para o "Mais Você", a repórter falou um pouco sobre o medo que sentia em relação à possibilidade de que o artista pudesse sofrer morte súbita.

"Vou confessar que tomei um susto. Passei algumas noites sem dormir, preocupada desde que o Rafa recebeu o diagnóstico", confessou. "A ideia de que ele poderia morrer a qualquer hora, síndrome de morte súbita é uma coisa muito grave. A gente vê que isso acontece e acontece com mais frequência do que a gente imagina. Até ele fazer a cirurgia foi uma preocupação bem grande", completou.

Após o depoimento da jornalista, Rafael Cardoso não conteve a emoção e chorou. Para ele, Sônia Bridi é uma "sogra-mãe". "Ela que ficou insistindo para eu me cuidar, esteve sempre ao meu lado, me levou para fazer o exame. Perdi a minha mãe aos 11 anos e ela fez esse papel de mãe", lembrou.