PUBLICIDADE
Topo

Filho diz que mulher rouba Cid e revela medo: 'Ele terminar pobre no asilo'

Cid Moreira em vídeo com a mulher, Fátima - Reprodução/Instagram
Cid Moreira em vídeo com a mulher, Fátima Imagem: Reprodução/Instagram

Weslley Neto

Do UOL, em São Paulo

22/07/2021 22h09

Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, comentou as postagens que rebatem o processo movido ontem por ele e pelo irmão, Rodrigo Moreira, em entrevista ao UOL. Para Roger, o pai está sendo manipulado e pode perder todo o dinheiro caso continue sendo manipulado pela mulher, Fátima Sampaio. No vídeo postado hoje, o apresentador ironizou um dos argumentos usados na ação: o abandono e a péssima alimentação oferecida pela companheira.

O documento divulgado ontem pede a interdição de Cid Moreira, alegando sintomas de demência, e que Fátima Sampaio seja investigada por cárcere privado, estelionato, apropriação indébita e formação de quadrilha.

O Instagram é praticamente dela. Ele não tem esse uso de tecnologia, nunca teve. Você nunca vai ver ele fazendo e postando. Ela trata ele como um bebê, um fantoche. É possível ver que ela está lidando com uma pessoa que age como uma criança. Muita gente viu como deboche, mas ele está agindo dessa forma. Ele não tem mais noção da gravidade do que está acontecendo. Ele não consegue mais se impor.
Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, ao UOL

O filho adotivo aponta que a madrasta "manipulou" Cid nas postagens, inclusive orientando sobre as falas ditas em vídeos postados após o processo aberto na vara de família de Petrópolis, Rio de Janeiro.

Ele tem uma nutricionista desde quando? Desde ontem? Vai ter que mostrar extratos de pagamentos, documentos. Essa cozinheira que apareceu hoje (em uma das postagens) deve trabalhar com eles há anos, não? Deve ter carteira assinada. Isso a Justiça vai averiguar. Não adianta só postar que você tem uma cozinheira. Essa pessoa nunca apareceu ao lado deles, apareceu de um dia para o outro.
Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira

Roger afirma que Fátima e Cid são cercados atualmente por pessoas que possuem interesses financeiros. Os amigos e pessoas próximas teriam acordos com a empresa que gere os contratos e valores movimentados pelo apresentador.

Segundo o cabeleireiro, a empresa, que antes continha o nome do casal, agora pertence apenas a Fátima. Ele afirma que a mulher do jornalista vende propriedades que pertencem ao patrimônio de Cid e fica com total poder sobre o dinheiro.

Se você tem uma conta no seu nome e que recebe tudo, você é pessoa que manda no dinheiro. Ela faz uma espécie de blindagem, uma alienação para ele entender que isso é o certo. Ele não está mais em condições de avaliar como ela está conduzindo.
Roger Moreira

Roger reforça que os planos de Fátima se tornaram "muito mais simples" por conta do afastamento dos dois filhos. Ele reforça que conviveu com o apresentador por 20 anos e não o reconhece nas postagens feitas nas redes sociais.

Queremos que ela devolva tudo o que tirou do Cid e que fique com ele. Não queremos tirar nada. Amanhã ou depois, caso ela queira deixá-lo, como vai funcionar? Ela vai ficar com todos os bens e ele vai terminar em um asilo? Essa é a nossa preocupação. Não queremos que ele fique depenado, como aconteceu com muitos artistas.
Roger Moreira

Por conta da convivência de 20 anos, o filho adotivo também aponta que Cid Moreira gostaria de se posicionar publicamente sobre o caso. Segundo Roger, ele é impedido pela mulher de se manifestar e também não reúne condições para um depoimento. "Não queremos que ele seja roubado até o final da vida", completou.

O UOL entrou em contato com a assessoria do apresentador e aguarda retorno. O texto será atualizado caso Cid ou a mulher se posicionem.

Polêmicas envolvendo Cid Moreira: o que disseram os filhos e a madrasta?

As polêmicas envolvendo a relação de Cid Moreira com os filhos se tornaram públicas após Roger, filho adotivo do jornalista, alegar que foi abandonado e deserdado pelo pai em entrevista ao "Balanço Geral", da Record TV.

Roger também negou ter processado Cid Moreira por conta de um estúdio bancado pelo jornalista. "Ele está se ligando a uma coisa que nunca aconteceu para dizer que quer me deserdar", argumentou.

O processo foi citado pela mulher de Cid Moreira, Fátima. Ela afirmou que o afastamento entre os dois aconteceu em razão dos custos deste espaço em que Roger trabalhava. Segundo ela, Roger, adotado pelo jornalista já adulto, decidiu abrir uma ação após o apresentador deixar o espaço.

Em seu posicionamento compartilhado nas redes sociais, Fátima Moreira destacou que, quando conheceu Cid, o cabeleireiro ainda não havia sido adotado pelo jornalista.

Cheguei na vida do Cid em 2000, nos conhecemos no Ceará e esse moço estava com ele, ainda não era adotado. Já era um moço adulto e fazia dois anos que ele [Cid] havia se separado da tia desse rapaz -- ele é adotado pelo Cid e pela tia. Não é uma questão para eu julgar o porquê fizeram isso. Ele já era adulto. O Cid conheceu ele e os dois irmãos e ajudaram a mãe e o pai dele a se instalarem aqui. Cid ajudou ele a montar uma loja no Leblon, porque era isso que ele fazia no Sul. Ele voltou ao Rio Grande do Sul e o Roger voltou algumas vezes para cá na adolescência dele.
Fátima Sampaio Moreira, mulher de Cid Moreira

"Não tinha mais sociedade com a ex-mulher, mais nenhuma relação profissional com ele. Estávamos fora do país quando saiu a notícia, foi constrangedor. Eles pararam de relacionar", completou Fátima.

Rodrigo Moreira, filho biológico do apresentador, também afirmou em entrevista à Record TV nunca ter recebido afeto do pai. "Essa confusão que aconteceu com Roger (também) aconteceu comigo a vida inteira", destacou o comerciante que mora no interior de São Paulo.

Rodrigo chegou a abrir um processo contra Cid Moreira por abandono afetivo e pediu R$ 1 milhão na justiça, mas acabou perdendo. "Ele não quer ser meu pai. Eu perdi o processo e deixei quieto, não quis mais mexer nessa ferida", afirmou.