PUBLICIDADE
Topo

Carmo Dalla Vecchia fala sobre filho: 'Nasceu no dia do meu aniversário'

Carmo Dalla Vecchia se declara para o filho - Reprodução/Instagram
Carmo Dalla Vecchia se declara para o filho Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/08/2021 08h42Atualizada em 03/08/2021 08h56

Carmo Dalla Vecchia deu detalhes sobre a chegada de seu filho, Pedro Rafael, de seu relacionamento com o autor João Emanuel Carneiro. O ator relembrou o momento marcante da chegada do bebê, que nasceu em uma data já bem marcante para ele.

"Pedro nasceu no dia do meu aniversário. O que parecia impossível, porque ele teria que passar das 40 semanas, e o danado passou cinco dias para nós dois podermos comemorar para o resto de nossas vidas juntos e nos lembrarmos sempre dessa data", relatou Carmo em entrevista ao site "Gshow".

Ele ainda agradeceu a pessoa que serviu como "barriga de aluguel" para a gestação do menino. "Acompanhei à distância, com cuidado e respeito à grande mulher que agradecerei por toda minha vida por ter gerado o meu filho. Não quis importuná-la com demandas que pudessem deixá-la desconfortável e foi uma experiência linda".

Carmo relembrou quando o desejo de ter um filho começou a aparecer entre o casal, que está junto há 16 anos. "O desejo de aumentar uma família ou não com filhos vai ficando mais claro para qualquer casal. Só que, quando se fala de um casamento entre dois homens, tudo é novo demais e você tem poucas referências de outros casais que foram pais, então as questões que envolvem o nascimento de uma criança são nebulosas", destacou.

Buscamos conhecer casais que foram pais para entendermos melhor os processos de adoção, de barriga solidária e barriga de aluguel. Encontramos uma rede de pais fantásticos que sempre estiveram dispostos a compartilhar suas experiências e nos ajudar a entender melhor tudo isso.

Ele ainda explicou como o tema da paternidade estava presente em sua vida na época: "Depois de algum tempo e muito diálogo, acreditamos que tínhamos amor suficiente para dividir com uma criança. O período de gestação do Pedro foi um dos mais lindos e um dos que mais trabalhei na minha vida. Estava gravando 'Malhação' e emendei com 'Órfãos da Terra', mais o espetáculo 'Billy Elliot', em São Paulo. O mais bonito é que em todos esses trabalhos, o tema paternidade surgiu com muita força.

Durante as gravações, Carmo não deixava de acompanhar Pedro. "Entre uma cena e outra, eu visitava um aplicativo que mostra o crescimento em semanas de um bebê virtual e ficava sabendo das mudanças por ali. Quando me convidaram para fazer 'Órfãos da Terra', fiquei feliz demais, mas meu filho iria nascer antes do término da novela", recordou ele, que se declarou publicamente para o filho recentemente.

Liguei e pedi, quase de joelhos, para me deixarem fazer o personagem, mas disse que precisava buscar meu filho, que iria nascer em agosto, e a novela terminava um mês depois. Elas vibraram com a novidade e permitiram que eu fizesse, sendo que Paul morreu um mês antes do término da novela. Sou eternamente grato a Duca Rachid e a Thelma Guedes por isso.

Com o filho nos braços

Carmo revelou a emoção que teve ao segurar Pedro em seus braços pela primeira vez. "Antes de segurar, olhei para o rosto dele e percebi que não era nada do que eu imaginava. Mas, ao mesmo tempo, era claro que aquele serzinho era o responsável por quase toda a melhor parte da minha vida que ainda estava por vir. Me agarrei, como quem agarra a força mais importante da vida. E até hoje, quando olho para ele, fico embevecido com esse grande milagre que é ver um ser humano se formando diante dos meus olhos".

O ator contou ainda que teve alterações no corpo com a chegada do bebê. "Engordei, tive melasma no rosto igual mulher grávida. Nunca mais dormi como antes. Tive dor de dente, de cabeça, virei um bicho que, se escuta a voz da cria, o coração automaticamente dispara numa descarga brutal de adrenalina".

Nos primeiros dias, ele e João Emanuel contaram com uma rede de apoio para lidar com o bebê. "Convidei um padrinho e contratei uma enfermeira para ensinar todas as pessoas da casa que teriam ligação com o Pedro, a aprenderem como cuidar de um bebê. Ganhamos até diploma! Descobri o que é mecônio e como cuidar de umbigo. Descobri que existe um remedinho natural para cólicas, mas que só pode dar uma vez por semana; descobri uma almofadinha gelada para colocar logo depois das vacinas", relembrou.

Preparamos o quarto! Li alguns livros e pedi muita ajuda às mães mais próximas. Todas as amigas ficaram eufóricas e davam muitos conselhos. Descobri que existe um universo gigantesco de utensílios, de situações, de tipos de conduta na educação, de pensamentos diferentes e de posturas diferentes diante uma criança. Tentei absorver a maior parte das informações.

Por fim, Carmo celebrou a paternidade. "Ser mãe e pai é estar sempre ligado nos detalhes e em tudo o que está acontecendo a sua volta. Ao mesmo tempo, dá uma leveza, porque quando olho para o Pedro, penso: 'Não estamos sozinhos, temos companhia, temos retaguarda, temos um backup e alegria para compartilhar com o mundo todo. Viva o Pedro Rafael Carneiro Dalla Vecchia", concluiu.