PUBLICIDADE
Topo

Sergio Hondjakoff, o 'Cabeção', nega internação e cárcere em clínica de SP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2021 15h10Atualizada em 06/08/2021 12h52

O ator Sergio Hondjakoff negou que estivesse em cárcere privado em uma clínica de reabilitação em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. A informação foi divulgada no início da tarde de hoje por veículos locais. Ao UOL, o Ministério Público não confirmou a presença do ator no estabelecimento.

"Vim desmentir mais um boato que saiu na internet dizendo que eu estaria internado em uma clínica, em cárcere privado. Não, mentira, eu tô aqui com a minha mãe em Resende, estou curtindo essas férias de inverno", disse o ator, em vídeo enviado por seu assessor à reportagem.

Famoso por interpretar o personagem "Cabeção" na novela "Malhação" (TV Globo) entre 2000 e 2006, Sergio disse ainda que está com saudade dos fãs.

Estou mais perto da minha avó, que já está velhinha, da minha tia, minha família materna. Estou com muita saudade de vocês. Desmentindo esse boato de que estaria em uma clínica de reabilitação, estou aqui na casa da minha mãe em Resende. Quando essa pandemia passar, espero revê-los nas telinhas, nos telões... 'Tamo' junto, galera

Clínica interditada

Em nota enviada ao UOL, o MP-SP (Ministério Público de São Paulo) informou ter fechado ontem uma clínica de tratamento para dependentes químicos na zona rural de Pindamonhangaba após ser denunciada por tortura e internação contra a vontade dos pacientes.

Ao todo, 46 pessoas teriam sido encontradas nos quartos com as portas fechadas pelo lado de fora. Segundo o MP, os pacientes eram privados do contato com a família e obrigados a assinar documentos atestando que estavam internados de forma voluntária.

Novas denúncias de que os internos eram mantidos ali contra a vontade já chegaram ao MP. A Polícia Civil está neste momento procedendo a oitiva dos internos;

Dois funcionários foram presos e vão responder por constrangimento ilegal, sequestro e cárcere privado. O crime de tortura ainda é analisado.