PUBLICIDADE
Topo

Natasha Dantas, mulher de Bonner, desabafa após afilhado morrer aos 21 anos

William Bonner e a esposa, Natasha Dantas - Reprodução/Instagram @natydantasvdiva
William Bonner e a esposa, Natasha Dantas Imagem: Reprodução/Instagram @natydantasvdiva

Colaboração para o UOL

20/08/2021 13h37Atualizada em 20/08/2021 16h57

A fisioterapeuta Natasha Dantas, que é casada com o apresentador William Bonner, lamentou a perda de seu afilhado, que morreu aos 21 anos, em decorrência da depressão.

Por meio de seu perfil no Instagram, Dantas repercutiu o ocorrido com seus seguidores e explicou que o jovem cometeu suicídio. Ao falar sobre o assunto, ela refletiu sobre o fato de as doenças mentais serem pouco debatidas na sociedade, e ponderou que episódios nos quais as pessoas acometidas por estados depressivos tiram a própria vida são mais comuns do que imagina-se, embora isso seja pouco discutido.

"No início dessa semana, minha família sofreu uma grande perda: meu afilhado, com 21 anos, sofrendo de depressão, tirou sua vida. O suicídio acontece com mais frequência do que sabemos, mas ainda não é [um] assunto muito discutido", escreveu.

"Não precisa e não deve ser assim. Precisamos estar sempre atentos aos nossos. São pequenos os sinais que eles nos emitem. É um comportamento. Uma conversa. Um olhar. A legenda de uma foto nas redes sociais. Tudo precisa ser observado! Depressão é uma doença! Ela não some", continuou a fisioterapeuta, ao refletir sobre os indícios para que as pessoas ao redor possam perceber, antes que o indivíduo doente tome uma atitude drástica.

"A pessoa convive, mesmo medicada, com a doença dentro dela. É necessário ajuda psiquiátrica e psicológica constante, além do apoio familiar. Fiquem atentos! Cuidem dos seus! E quem sofre desse mal: cuide-se! Procure ajuda, fale abertamente. Depressão tem tratamento! Você pode vencer essa batalha", completou Natasha Dantas.

Centro de Valorização da Vida

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda no CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.