PUBLICIDADE
Topo

Filhas de Gugu acusam tia de manipulação: 'Negou Porsche que sempre sonhei'

Marina e Sofia Liberato, filhas de Gugu - Reprodução/Instagram
Marina e Sofia Liberato, filhas de Gugu Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

25/08/2021 16h40Atualizada em 25/08/2021 17h44

Marina e Sofia, filhas de Gugu Liberato, acusaram a tia Aparecida Liberato de mentiras e manipulações sobre o processo que envolve o reconhecimento da união estável entre o apresentador e a mãe, Rose Miriam.

Em vídeo divulgado pelo site Metrópoles, elas comentaram sobre a relação com a irmã de Gugu e apontaram momentos em que ela teria mentido para as sobrinhas. Em nota ao UOL, a defesa das filhas do apresentador afirmou que o vídeo foi indevidamente vazado à imprensa e os fatos serão investigados.

Eu pedi para a minha tia a Porsche que eu sempre sonhei ter. Ela disse que falou com a promotora e ela disse que eu não poderia ter esse carro por ser de luxo para uma criança de 17 anos e também ser muito caro. Eu achei isso muito estranho, mas achei um carro mais barato. Acabei comprando um pela metade do preço. Realmente não fiquei feliz.
Sofia Liberato

As filhas do apresentador pediram emancipação após não receberem informações da tia e do advogado responsável sobre o andamento do processo que envolve a união de Gugu e Rose.

Em maio deste ano, Sofia mostrou o carro escolhido para os fãs nas redes sociais. O modelo Dodge Charger tem preços estimados entre US$ 30 mil (cerca de R$ 160 mil) e US$ 80 mil, o que seria equivalente a cerca de R$ 420 mil.

Começamos a desconfiar da nossa tia porque achamos muito estranho o jeito que ela agia, tratando a gente como criança, representando e explicando as coisas como se a gente tivesse oito anos de idade. Procuramos uma advogada, mas não deu certo porque minha tia conseguiu tirar ela (do caso).
Marina Liberato

As gêmeas de 17 anos também relataram que Aparecida mentiu em outras oportunidades. "Sempre desconfiamos. Sabíamos que ela mentia, mas não tínhamos os fatos", explicou Sofia.

Minha tia e os advogados dizem que minha mãe não tinha união estável com meu pai, mas eles tinham sim, nós éramos uma família e só nós sabemos a verdade. Eu não sei porque eles não reconhecem minha mãe como companheira do meu pai, porque eu reconheço.
Sofia Liberato

Defesa diz que vazamento será apurado

Em contato com o UOL, de acordo com o advogado Nelson Wilians, que representa as gêmeas Marina e Sofia, elas "não deram entrevista para nenhum veículo de comunicação e nem darão".

"A gravação foi feita diretamente para a Justiça e faz parte do processo de Inventário que tramita em segredo de justiça. Portanto, o vídeo foi indevidamente vazado à imprensa e os fatos serão apurados na esfera cabível", afirmou a defesa.

Briga pela herança

Gugu Liberato morreu aos 60 anos em novembro de 2019 após sofrer uma queda em sua casa nos Estados Unidos. Ele deixou 75% do se patrimônio, avaliado em R$ 1 bilhão, para os filhos e o restante para os sobrinhos.

Rose Miriam entrou na justiça, solicitando ter direito à herança de Gugu. Ela afirma que os dois possuíam uma união estável, enquanto a família do apresentador diz que Rose era apenas mãe de seus filhos.

No mês passado, as gêmeas Marina e Sofia, de 17 anos, foram emancipadas para apoiar a mãe no processo pela herança.

Elas questionam a administração dos bens de Gugu feita pela tia, Aparecida Liberato. Ao UOL, o advogado das duas afirma que Marina e Sofia protocolaram uma auditoria independente nas contas do inventário e querem prestar depoimento diretamente ao juiz, porque sempre foram a favor de um acordo e nunca estiveram contra a mãe.

João Augusto, de 19 anos, se manifestou em julho e disse que as irmãs estão sendo manipuladas pela mãe.

Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs, duas adolescentes, que não percebem que as pessoas estão atendendo seus próprios interesses. Se tivessem mais idade e experiência perceberiam, sem dúvida.
João Augusto Liberato