PUBLICIDADE
Topo

Novela

Chiquititas



Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.

Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.

Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.

Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.

Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.

Inocêncio ajuda Mili e Duda a fugirem dos bandidos

Mili e Duda descobrem que estão numa cidade do interior longe da capital de São Paulo. Os dois pedem carona no meio da estrada e um homem chamado Inocêncio da Sanfona (Luiz Carlos Bahia) diz que irá dar carona para eles e que assim eles podem aproveitar para ver um de seus shows. Pata pergunta se Ernestina, que na verdade é Matilde, está lhe seguindo o tempo todo. Inocêncio, Mili e Duda chegam ao bar. Os dois aproveitam para comer. Eduarda reclama para Shirley sobre a presença de seu ex, Oscar. É noticiado na TV que dois jovens estavam envolvidos num grande assalto de uma casa. É divulgado um retrato falado das crianças que foram vistas entrando no caminhão. Trata-se do retrato falado de Duda e Mili, que na verdade entraram apenas por acidente no caminhão. Todos no bar olham de maneira estranha para os dois após a reportagem. Inocêncio não deixa que chamem a polícia e diz que os dois estavam com ele no dia do assalto. O homem se apresenta no bar com o auxílio de Duda e Mili que tocam instrumentos. Cintia ameaça novamente Pata e diz que ela não deve contar nada para ninguém. Maria que estava escondida debaixo de um banco escuta tudo. Os dois bandidos entram no bar e avistam Mili e Duda no palco. Mili fica desesperada e junto com Duda foge. Mosca e os meninos decidem falar com Paçoca para saber se ele sabe algo sobre Duda e Mili. Paçoca diz que não sabe nada. Inocêncio ajuda mais uma vez Mili e Duda, dessa vez a fugir dos bandidos. Shirley conversa com Oscar (Beto Nasci) sobre sua comunidade. Ela diz que na zona norte possui ótimas festas de samba e que ele está convidado. Eduarda, também convidada, diz que não irá de maneira alguma. Shirley convence Eduarda a ir. Carol diz para Chico que acha que Pata sabe o motivo que levou Mili a fugir, mas que ela talvez não diga por medo de algo. Pata sofre sozinha pelo orfanato com toda a pressão e ameaças feitas por Cintia. Maria entrega um desenho pra Pata em que demonstra saber pelo que ela está passando em relação às maldades de Cintia. Eduarda e seu ex-marido chegam ao samba com Shirley Santana. Eduarda estranha o volume do som e o fato de ninguém estar arrumada como ela. Inocêncio (Luiz Carlos Bahia) leva Mili e Duda para um pequeno hotel e enquanto toma banho tranca os dois na sala para que não fujam. Mili e Duda ficam assustados e pensam numa maneira de conseguir sair do lugar. Mais tarde, Inocêncio está dormindo e Mili tenta pegar a chave no bolso dele, porém o homem acorda e segura o braço dela. Oscar e Eduarda conversam. Eduarda se sente mais à vontade e cai no samba. Inocêncio diz que Duda e Mili não são agradecidos, pois ele salvou os dois dos criminosos.