PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Amor de Mãe: Se a novela não tem vilões, como definir o maléfico Álvaro?

Irandhir Santos é Álvaro - João Cotta/Globo
Irandhir Santos é Álvaro Imagem: João Cotta/Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

17/12/2019 11h55

Em uma das entrevistas antes da estreia, os responsáveis por Amor de Mãe cravaram que a novela teria "a vida" como vilã. Pessoas tridimensionais, com problemas densos e diversos tons de cinza, em vez dos bonzinhos contra os malvados. Taís Araújo usou um bom termo ontem no programa Mais Você: os personagens têm uma 'ética flexível'.

Parece que esqueceram de avisar para o Álvaro, vilão defendido com unhas e ranger de dentes por Irandhir Santos. O cara é mau igual o Pica-Pau. Sem ética e sem moral, está poluindo o mar enquanto distribui propinas a torto e a direito para manter seu império hedonista.

Uma coisa é a pobre da Lurdes (Regina Casé), que matou o marido sem querer, após descobrir que um dos filhos tinha sido vendido para a iniciativa privada. Ou mesmo a Thelminha (mistura de Thelma com Carminha, por Adriana Esteves), que é gente fina, mas vacila. Até o Sandro, criado no crime e cheio de problemas com a lei, vive com crise de consciência, o que indica que é um rapaz simpático e agradável que, no entanto, perde tempo com bobagens.

Enquanto isso, Álvaro é um cretino raiz, o canalha fundamental. Dirige bêbado e dá um jeitinho para se safar, corrompendo agentes públicos. Engana o próprio sócio e coloca a advogada em situações de delírio jurídico. Nos seus piores dias, age como se fosse um José Lewgoy pós-distópico. E não há nada de errado nisso, muito pelo contrário. O personagem é muito bem feito, o ator é ótimo.

Mas a menos que revelem que Vida é o apelido de Álvaro na intimidade, a promessa original não está se cumprindo.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Chico Barney