Topo

Coluna

Leo Dias


A delicada 'presença de Anitta' no Prêmio Multishow

Anitta - Roberto Filho/Agência Brazil News
Anitta Imagem: Roberto Filho/Agência Brazil News
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e apresentador do programa "Fofocalizando", do SBT. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

30/10/2019 17h14

Indiscutivelmente a artista mais importante do país na atualidade, Anitta, talvez, tenha sido, das premiadas na noite na 26ª edição do Prêmio Multishow, a menos vitoriosa, mesmo tendo conquistado as estatuetas de 'Clipe TVZ do Ano', por 'Terremoto', e de 'Chiclete do Ano', por 'Onda Diferente', recebida apenas por Ludmilla, em função da briga das duas artistas.

A impressão de que Anitta parecia estar ali obrigada era nítida, em função da falta de vigor no comando da premiação, e o entrosamento esperado entre ela e Paulo Gustavo, amigo pessoal da poderosa, que era uma das grandes expectativas desta edição do prêmio deixou a desejar. O melhor trocadilho entre os dois, por exemplo, foi a fala do apresentador comentando a ausência de Anitta nas indicações a melhor dupla, devido à enorme quantidade de feats realizados pela cantora nos últimos tempos.

As apresentações de Anitta, sem o brilho costumeiro, também foram um ponto negativo. Ficaram muito aquém das realizadas nos dois anos anteriores e mais ainda da eletrizante performance de 2016. O fato tem sido comentário até mesmo em grupos de fãs da diva. Dizem que a apresentação dela foi desastrosa, com bailarinos sem sincronia e ela sem expressão. A avaliação dos fãs é de que 2019 foi o pior ano de Anitta por ter lançado músicas que não bombaram e por ter saturado a imagem em várias parcerias.

A relação nos bastidores da premiação também não favoreceu a cantora, que, como diria Susana Vieira, "não tem muita paciência para quem está começando", o que acaba gerando pitis constrangedores com a equipe do canal Multishow, caso as coisas não saiam de acordo com o esperado por ela. O que se comenta por trás das câmeras é que Anitta não é nada querida também por uma parcela grande dos artistas, e o fato de ela ser apresentadora da premiação é um grande problema, já que gera 'climão' em várias situações. A ausência da estrela na entrega da categoria 'Chiclete do Ano' e a saída do palco, instantes antes do anúncio da 'Cantora do Ano' também destoaram. Anitta perdeu a chance demonstrar sua grandeza, mesmo frente ao desentendimento com Ludmilla.

Roberto Filho/Agência Brasil News
Imagem: Roberto Filho/Agência Brasil News

A rivalidade com a ex-amiga, inclusive, foi comentário durante a festa. Houve quem dissesse que faltou apenas Ludmilla 'bicar' a cara da poderosa, após sair-se como grande vencedora, mesmo vaiada por parte da plateia. A compositora de 'Onda Diferente', inclusive, aproveitou o dia da vitória, diferente de Anitta nos anos em que era o grande foco dos holofotes. Ludmilla se jogou, cantando funk e pagode por um bom tempo no palco da festa pós-premiação. Já a presença de Anitta na comemoração ficou restrita mesmo ao momento em que a transmissão do Prêmio Multishow foi feita do local, já no encerramento do mesmo.

Certamente uma nova Anitta vai surgir após essa edição do Prêmio Multishow. Ela sentiu o baque ao perceber que não é unanimidade entre a classe artística nem mesmo no Multishow, canal que a abraçou nos últimos anos. A artista deve dar um passo atrás e voltar a ser a Anitta do início da carreira, mais simpática, menos soberba e mais acessível. Perspicácia e inteligência para fazer do limão, não uma limonada, mas uma deliciosa torta de limão, ela tem de sobra e, tenham certeza, vai fazê-lo.

Roberto Filho/Agência Brasil News
Imagem: Roberto Filho/Agência Brasil News

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias