Topo

Coluna

Leo Dias


Anitta disse a Ludmilla que ajudou a pôr música dela no desfile de Rihanna

Ludmilla, Rihanna e Anitta - Reprodução/Instagram
Ludmilla, Rihanna e Anitta Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e apresentador do programa "Fofocalizando", do SBT. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

31/10/2019 12h31

Há uma outra história no entrevero entre Anitta e Ludmilla. Logo depois que a música 'Malokera' tocou no desfile da marca de lingerie de Rihanna, a Savage X Fenty, no dia 10 de setembro deste ano, Anitta falou para Lud que ela 'deu um toque' para que o funk entrasse no repertório. E ela chegou a acreditar...

Mas o tempo passou, e Ludmilla conheceu, através do Instagram, o DJ Pedro Cavalieri, responsável pela trilha sonora dos desfiles de Rihanna. Na conversa, o DJ disse que Anitta em nada influenciou a escolha da música. Pedro, que é brasileiro, se disse fã de Ludmilla e garantiu que suas canções estarão sempre presentes nos desfiles.

Cantada em português e inglês, 'Malokera' mistura funk, rap e música eletrônica, e integrou o repertório do desfile da marca da diva barbadiana durante a Semana de Moda de Nova York. Normani, Gigi e Bella Hadid foram algumas das modelos que passaram pela passarela na ocasião.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias