Topo

Coluna

Leo Dias


Mãe de Wesley Safadão é uma espécie de coronel da família e da cidade

Wesley Safadão e Dona Bill  - Reprodução/Instagram
Wesley Safadão e Dona Bill Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

02/12/2019 15h05

Maria Valmira Silva de Oliveira, mais conhecida como Dona Bill, mãe de Wesley Safadão, é uma espécie de coronel da família e da cidade de Aracoiaba, no Ceará. Há quem diga que Wesley só existe por insistência de dona Bill, que era dona do grupo musical Garota Safada, e insistiu para colocar o filho à frente do grupo. Da mesma maneira 'porreta' que ela quer ter controle de tudo sobre a família, ela faz com sua cidade. Este colunista, acredite, já esteve lá. E Bill comanda tudo: do posto de gasolina ao abastecimento de remédio. No folclórico brasileiro, em poucos anos Dona Bill estará inserido nele.

Neste domingo, aconteceram eleições municipais lá, porque a Justiça Eleitoral cassou todo mundo que estava no poder na cidade, inclusive dona Bill, que era vice-prefeita.

Como Bill está proibida pela Justiça Eleitoral de se candidatar até 2026, a esperta e decidida mãe de Safadão decidiu colocar seu outro filho como candidato. Mas havia um problema: ninguém o conhecia na cidade. Por isso, ela decidiu colocar seu próprio nome no filho. Parece surreal. E é. Seu nome político foi Edim da Bill.

E detalhe; como toda mãe decidida, ela pediu para Safadão fazer corpo pelas ruas da cidade em pleno sábado. De nada adiantou, Edim da Bil perdeu as eleições. Isso mostra que até em Aracoiaba, os eleitores não se deixaram levar pela fama. Mas Dona Bill não desiste... e os próximos capítulos estão por vir.

Dona Bill: "Minha família é a coisa mais preciosa para mim. Sempre vou fazer o melhor pelos meus filhos"

Após a publicação desta nota, a mãe de Wesley Safadão emitiu um comunicado oficial em que conta que sempre foi muito ativa em sua comunidade de origem, ajudando várias pessoas, o que acabou levando-a também para uma atuação política. Segundo a nota, Dona Bill é uma pessoa muito querida na cidade e tem uma relação de amizade com muitas pessoas, como sempre acontece em cidades pequenas. Atualmente a ação dela em Aracoiaba se resume a ajudar famílias e entidades menos favorecidas, desenvolvendo várias ações sociais na região ao longo do ano.

Dona Bill diz que, independente de posições políticas e do resultado nas urnas, deseja o melhor para a cidade e que está sempre pronta para ajudar quem precisa da forma que puder. Em relação à família, ela assume com orgulho o papel de mãe cuidadosa e protetora apontado na nota: "Minha família é a coisa mais preciosa para mim. Sempre vou fazer o melhor pelos meus filhos. Realmente lutei muito nessa vida e tenho orgulho de onde chegamos juntos", disse.

Leo Dias