PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Ingrid Guimarães lembra 'Novo mundo': 'Carrego sotaque português até hoje'

Ingrid Guimarães em Novo Mundo - Globo/ Maurício Fidalgo
Ingrid Guimarães em Novo Mundo Imagem: Globo/ Maurício Fidalgo
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

06/04/2020 14h14

Ingrid Guimarães ficou quatro anos longe das novelas até voltar pros folhetins em "Novo mundo", em 2017. Sua personagem, a "grande e renomada atriz portuguesa" Elvira Matamouros, conquistou o público de tal forma que quando ela morreu na trama houve protesto do público, elenco e até equipe do bastidor. Não teve jeito, os autores tiveram que "ressuscitar" Elvira e Ingrid adiou as férias já marcadas na época.

Valeu a pena. Hoje a atriz é só elogios à tresloucada portuguesa que marcou o público: "Considero Elvira meu melhor papel em novelas. Passei por cenas engraçadas, trágicas, dramáticas, estudei sotaque, fiz teatro, fiz mais três personagens dentro da novela, morri, ressuscitei", relembra Ingrid em entrevista exclusiva para a Coluna do Leo Dias.

Ingrid foi só saudades ao relembrar as cenas de Elvira e do convívio com o elenco, principalmente, Chay Suede, que virou seu grande amigo nos bastidores e até atuaram juntos no filme "O sofá". "Novo mundo" retornou à tela da Globo às 18h, no último dia 30 de março, devido ao adiamento das gravações de "Nos tempos do imperador", que aconteceu por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Fiquei muito feliz com essa edição especial da novela. Tenho muita saudade de 'Novo Mundo', desse trabalho, dessa convivência. E acho muito oportuno exibir novamente em um momento como esse do Brasil", enfatiza a atriz, que ainda aposta no sucesso da trama novamente: "Novela boa é boa em qualquer época. Vai ser sucesso de novo! E a nossa história sera sempre atual".

Ingrid Guimarães e Chay Suede - Globo/ Estevam Avellar
Ingrid Guimarães e Chay Suede
Imagem: Globo/ Estevam Avellar

Na novela, Elvira Matamouros é uma atriz portuguesa que acaba vindo para o Brasil atrás de seu marido, Joaquim (Chay Suede). E no meio da trama adota Quinzinho, que era considerado mudo. Questionada sobre o maior desafio no folhetim, Ingrid cita sem pestanejar que era manter o sotaque português em longas cenas em que só ela tinha falas.

"As cenas de emoção com o filho da personagem, o Quinzinho (Theo de Almeida). Ele era mudo no início da novela e eu falava três páginas sozinha com aquele sotaque português e com um criança pequena", relembra. Mas do desafio nasceu a vitória de ter conquistado o público se arriscando com a atuação: "Carrego meu sotaque português pra sempre. Arrisquei uma interpretação mais tragicômica que tinha medo e deu certo. Levo a vontade de arriscar de novo".

Errata: o texto foi atualizado
O texto informava que a novela "Novo mundo" iria ser exibida novamente a partir da segunda-feira, dia 6. Mas o folhetim voltou ao ar na segunda-feira, dia 30.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias