PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

Andressa Suita diz não ter conta conjunta com Gusttavo Lima: 'Eu trabalho'

Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

05/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Mulher do cantor revelou, em entrevista exclusiva, que se casou com separação de bens
  • Ela disse que a decisão foi importante para mostrar que estava com Gusttavo Lima por amor
  • Andressa ainda falou do relacionamento de ambos e afirmou que eles dificilmente brigam

Casada com um dos maiores cantores do Brasil, Andressa Suita trilha sua própria trajetória. Além de ser vista como mulher de Gusttavo Lima e mãe perfeita, é um nomes muito requisitado pelo mercado publicitário. Em entrevista exclusiva, a modelo revelou não ter conta conjunta com o marido e diz ter se casado com separação total de bens.

"Eu tenho o meu trabalho, e o Gusttavo tem o dele. Me senti bem na época, para mostrar que não estava me casando por interesse, que era por amor, mesmo. Sempre tive o meu trabalho. E não foi ele que me propôs isso, foi uma escolha minha."

Andressa afirma que confia totalmente no marido e garante nunca ter dado aquela espiadinha no celular do cantor. "Nunca mexi, e ele também nunca mexeu no meu. A gente sempre teve esse respeito, acho que isso conta muito no relacionamento."

Mãe de dois meninos, Samuel, 2 anos, e Gabriel, 1 ano, a influencer diz que por ela não teria mais filhos. "Muda muito a vida da gente. Mudou muito a minha, ainda mais em relação ao trabalho. Acabou que tive que diminuir um pouco o ritmo, ficar mais em casa. Agora que eles estão crescendo que vou poder voltar a trabalhar de novo. Se tiver mais um filho, vou ter que dar uma segurada de novo."

Confira, abaixo, trechos da entrevista.

Andressa Suita - Divulgação - Divulgação
Andressa Suita
Imagem: Divulgação
Leo Dias - Noticiei recentemente um fato que me impressionou muito. O bazar solidário que você criou teve 250 mil pessoas inscritas. Você tem noção do que isso representa?

Andressa Suita - Não esperava. E foi tão bom, porque eu queria ajudar. O Gusttavo já estava fazendo as lives e arrecadando bastante, fazendo doações. Mas acho que chegou o meu momento também de fazer um pouco, e isso estava acelerando o meu coração. Aí tive a ideia do bazar, que sempre foi um sonhotrabalho. Tenho muita coisa, pois trabalho com moda.

Como tem muita classe média aí cheia de coisas no armário, né?

Como trabalho com moda, acaba que tenho que me posicionar de um jeito diferente, que para algumas pessoas é fútil. Tenho que estar com o look tal no lugar tal. Isso me gera trabalhos, isso me gera contratos com marcas. As pessoas nos olham muito hoje, eu e meu marido, porque a gente veio de baixo. Lembro no começo da minha carreira, quando eu não chegava com alguma coisa legal, todo o mundo olhava para a gente com ar de superioridade. As pessoas olham o valor das outras muito pelo que elas têm.

Qual foi o momento mais difícil do casamento de vocês? Já pensaram em se separar?

Olha, antes de casar, a gente deu um tempo para ver se era realmente isso que a gente queria.

Vocês pararam e voltaram várias vezes, né?

Não, não paramos. A gente ficou dois meses terminados antes de casar.

Pelo que percebia —aí você me diz se eu estiver enganado—, o Gusttavo correu muito atrás. Você, às vezes, dava até uma leve esnobada.

Olha. Existia amor, então tinha que dar uma esnobada. Conheci o Gusttavo em 2012, ele estava solteiro, na fase de mulherada.

Você se casou em...

Casei-me em 2015 no civil e em 2016 no religioso. A gente namorou bastante tempo. Fiquei noiva com quatro meses de namoro, foi muito rápido. Mas antes de a gente casar, ficou dois meses separado, e isso foi muito bom. A gente voltou mais maduro e já com o intuito de casar. Mas a fase mais difícil mesmo foi quando a minha sogra faleceu. Acompanhei o Gusttavo em duas fases muito difíceis: essa e quando a irmã faleceu. A gente tinha dois meses de namoro.

A irmã foi uma perda muito grande e abalou o Gusttavo.

Muito, muito. Porque a gente não esperava, né? Uma menina muito jovem. E depois de três dias que a gente se casou no civil, a gente já estava com o casamento marcado no religioso, a minha sogra faleceu. E a gente teve que mudar tudo. O Gusttavo sentiu muito também, então acho que essa foi a pior fase.

A vida do Gusttavo é uma montanha russa, né?

É, sempre foi [risos].

Em 2014, ele teve uma perda muito grande, praticamente faliu, correto?

E acho que foi isso mesmo que deixou a gente mais forte. Porque se tivesse sido tudo às mil maravilhas, parece que não ia ficar massa igual é hoje.

No fundo, no fundo, em 2014 você achava que em 2020 ele seria o maior cantor do Brasil? Seja sincera!

Olha, nunca duvidei de que ele voltasse ao topo, porque o conheci muito no ápice. Em 2012, ele estava na fase do "tchê tchererê tchê tchê", era a música mais estourada, "Gatinha Assanhada". E a gente teve que descer do salto, teve que entregar tudo, teve que pagar um contrato. Mas isso fez a gente amadurecer muito, muito.

Você acha?

Acho que foi positivo para o meu marido, que saiu do menino para o homem. Ele chegou na carreira dele e falou: "Agora vou ter que correr atrás!". E hoje agradeço a todos que fizeram parte disso inclusive.

Vocês nunca pensaram em se separar?

Não, não pensamos. A gente teve esse término muito antes, mas agora, ainda mais depois disso tudo que a gente passou, aí vieram os filhos... A gente ficou muito mais maduro com as crianças. Antes a gente brigava por bobeira, hoje a gente nem briga mais, estamos focados.

O sentido de família mudou?

Mudou muito. Mudou para mim, para a minha cabeça. Mudou para a cabeça do Gusttavo também. E hoje a nossa família soma muito para a gente. Tudo isso que a gente está vivendo, se não fosse a nossa família, a gente já tinha pirado.

Você pretende ter mais filhos?

Olha, eu não, não pretendo, mas o Gusttavo... Acho que filho muda muito a vida da gente, mudou muito a minha, ainda mais em relação ao meu trabalho. Acabou que tive que diminuir um pouco o meu ritmo, ficar mais em casa. Aí, agora que eles estão crescendo que vou poder voltar a trabalhar de novo. Se eu tiver mais um filho vou ter que dar uma segurada de novo.

Sem querer invadir muito a sua vida financeira: vocês têm contas separadas?

A gente tem. Tenho o meu trabalho, e o Gusttavo tem o trabalho dele. Eu trabalho.

Vocês se casaram em separação de bens?

Sim. Me senti tão bem com isso na época, para mostrar que não estava me casando por interesse, que era por amor mesmo. E sempre tive o meu trabalho, poderia me virar. Não foi ele que me propôs isso, foi uma escolha minha, mesmo. Porque no mundo em que a gente vive tudo é interesse, né?

Andressa Suita e Gusttavo Lima - Divulgação - Divulgação
Andressa Suita e Gusttavo Lima
Imagem: Divulgação

Você confia plenamente no Gusttavo Lima?

Confio plenamente.

Até onde vai o seu ciúme e até onde vai o ciúme do Gusttavo?

Olha, já fui muito ciumenta no começo do nosso namoro. Eu tinha ciúme, bastante.

Você nunca vasculhou o celular dele?

Não. Nunca mexi no celular dele, e ele também nunca mexeu no meu. A gente sempre teve esse respeito, acho que isso conta muito no relacionamento. Sempre foi uma maneira de criar confiança entre nós dois. Mas nunca tive nenhuma crise de ciúmes maluca, assim não.

Qual é a nota que você se dá como mãe?

Olha, nasce um filho, nasce uma culpa, né? Costumo dizer que acho que toda mãe se sente culpada. Eu me dou nota oito como mãe. Sou uma ótima mãe para os meus filhos, mas acabo tendo que me dividir um pouco com o meu marido. Sei que tenho que sabe dosar casamento e filhos. Mas junto disso trouxe a minha mãe para perto de mim, para me sentir menos culpada. Não que eu não tenha babá, mas preferi que a minha mãe cuidasse dos meus filhos. Isso traz uma paz, uma sensação maravilhosa. Diminui um pouco a culpa. E acaba que também tenho que trabalhar. O meu trabalho me faz muito bem, faz com que eu me sinta viva... Fazer os meus trabalhos, ter a minha grana.

Não ser dependente de ninguém.

E o meu marido nunca me privou disso, porque ele sabe que isso me faz muito bem. A vida dele é em cima do trabalho dele. Uma vez vi que falaram que mudei a minha agenda para estar com o Gusttavo. Claro que preferi, me poupo muito. Tipo assim: sei que o Gusttavo não vai estar em casa de quinta a domingo, então jogo os meus trabalhos para quinta a domingo.

Vamos lá, principal defeito e a principal qualidade de Gusttavo Lima? Reparo que ele é desconfiado.

Ele é desconfiado, mas também acho que é da vida, né? Mas ele lida muito bem com isso. Mesmo que alguém tenha feito alguma coisa para ele, ele consegue se relacionar com a pessoa bem. Eu fico magoada [risos]. Por isso, acho ele muito abençoado, porque ele perdoa fácil, está tudo certo, o que passou, passou. Isso é uma qualidade.

Para você que não está entendendo esse papo: estamos falando do empresário que acabou, por uma questão contratual, tirando tudo o que o Gusttavo tinha em 2014. No entanto, hoje o Gusttavo tem um relacionamento profissional com ele. E ele é um cara incrível, o Marcos Araújo é um cara incrível.

Muito. Ele é um profissional incrível. Ele tem o grande festival dele que faz sucesso...

E qual é a principal qualidade do Gusttavo?

Ah, o Gusttavo é um marido incrível. Eu acho ele demais. Ele é muito família. O que me encantou no Gusttavo é que ele muito humilde, muito simples, os hábitos dele são muito simples, então ele combinou muito com a minha família. E ele não muda. Pode estar crescendo financeiramente, estar conquistando coisas que ele sempre idealizou, mas a essência dele não muda. Ele sempre vai te tratar com simplicidade, com humildade. Você não vai conseguir vê-lo soberbo. Você não vai conseguir vê-lo diferente disso.

Vamos falar dessa casa. Menina, essa foto da casa de vocês deu o que falar [risos]. Me conta, parece a Casa Branca.

Você sabe quem arquitetou tudo isso? Foi ele. Acho que se ele não fosse cantor, ia ser arquiteto. Essa casa sempre foi o nosso sonho, construir uma casa desde o começo, em um lugar tranquilo para criar os nossos filhos.

Mas é um sítio?

É, bem no interior de Goiás. E a gente escolheu aqui até mesmo para os nossos filhos crescerem com um pouco do que a gente viveu na infância.

Seus filhos têm contato com animais, com cavalo... Vocês acham isso fundamental para a criação, Andressa?

Acho sim, porque hoje o mundo ficou muito voltado para... Ou é TV, ou é celular, ou é videogame. E a gente queria que eles vivessem um pouco do que a gente viveu, porque o que trazia alegria para a gente naquela época era isso, essa brincadeira livre. Era ser livre.

O Gusttavo é de uma origem muito simples e muito mais simples do que acredito ter sido a sua. O Gusttavo foi miserável. Agora, de que maneira ele faz com que os filhos não vivam em um mundo irreal?

A gente já começou por querer vir morar na fazenda, porque a gente continua tendo hábitos simples. Eu sei que daqui a pouco as crianças começam a ter que ir para a escola, a gente vai querer dar um estudo bom para eles, mas acho que a essência está na gente. E espero muito que eles levem da gente a nossa humildade.

Eles têm noção?

Não, eles são muito pequenininhos ainda. O Gabriel tem 2 anos, e o Samuel tem 1 ano. Eles sabem que o pai canta e que, quando vai trabalhar, está indo fazer show. Mais nada.

Qual foi a última briga de vocês?

Olha, acho que nem me lembro. A gente não tem briga mais que nem tinha antigamente. Às vezes, a gente conversa, mas brigar não. A gente não potencializa as coisas mais como a gente potencializava antes.

Então oficialmente está decretado o casal margarina do Brasil.

Casal margarina [risos]. Eu quero muito que a gente sirva de referência para outros casais também, para saberem que existe amor, sim, que existe família de verdade. E a gente coloca Deus acima de tudo, eu e o Gusttavo. A gente combina muito porque a gente é movido a fé.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias