PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

'Infecção não está pequena', diz mãe de Ludmilla sobre internação da filha

Ludmilla e a mãe, Silvana Oliveira - Reprodução/Facebook
Ludmilla e a mãe, Silvana Oliveira Imagem: Reprodução/Facebook
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

13/05/2020 12h52

Ludmilla segue internada em um hospital no Rio se recuperando de uma pielonefrite aguda, espécie de processo inflamatório no rim. A cantora está acompanhada da mulher, a dançarina Brunna Gonçalves, e da mãe, Silvana Oliveira.

Diante do quadro de Ludmilla, a equipe médica não liberou a cantora nem para fazer sua live sentada. A transmissão ao vivo aconteceria nesse sábado (16).

"O estado dela é estável. Os médicos entraram com antibiótico para acelerar o processo e assim que tiver uma melhora eles vão dar alta para que ela termine o tratamento em casa", contou a mãe da artista em conversa exclusiva com a Coluna do Leo Dias.

Silvana ainda revelou que a infecção de Ludmilla não está pequena:

"Mas ela vai precisar de muito repouso pois a infecção não está pequena. Inclusive os médicos não liberaram nem pra ela fazer a live sentada. Ela ainda está sentindo muita dor. Começou ontem o antibiótico, mas a dor ainda não passou".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias