PUBLICIDADE
Topo

Mais indicado ao paredão, Babu pede ajuda para contrariar estatística

Após ser indicado ao paredão pela terceira vez, Babu pediu: "Quero ser o primeiro homem negro a ganhar o Big Brother " - Reprodução/Globoplay
Após ser indicado ao paredão pela terceira vez, Babu pediu: "Quero ser o primeiro homem negro a ganhar o Big Brother " Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

09/03/2020 01h16Atualizada em 09/03/2020 10h22

O sétimo paredão do "BBB 20", formado neste domingo (08), confirmou Babu Santana como o participante mais indicado até o momento. É a terceira vez que o ator vai ser submetido ao julgamento do público.

Na segunda semana, no paredão quadruplo que eliminou Petrix, Babu foi o menos votado, com apenas 0,44% dos votos. Na quarta semana, na disputa tripla que eliminou Lucas, o ator foi novamente o menos votado, com 1,3%.

Parece claro que Babu está entre os menos queridos pelos demais participantes ao mesmo tempo que conta com bastante simpatia do público. É uma fórmula que costuma render bons resultados no BBB.

Neste final de semana, num sinal da popularidade do ator, o atacante Gabriel, do Flamengo, festejou um gol imitando uma das dancinhas que ele já protagonizou dentro do reality show. E a cantora Anitta se ofereceu para cuidar do Instagram de Babu.

Depois da eliminação, em sequência, de Chumbo, Petrix, Hadson e Lucas, quatro homens vistos como machistas, o quinto elemento da turma, Prior, se aproximou de Babu, que nunca chegou a se enturmar com ninguém.

Isolados, os dois formaram uma dupla com tonalidade cômica, uma espécie de Gordo e Magro ou Timão e Pumba ("Rei Leão"), que tem gerado bons momentos para o programa.

Mais do que Prior, Babu parece sentir o isolamento que vive no "BBB". Em mais de uma ocasião ele já manifestou a sensação de que não gostam dele e vice-versa.

Numa conversa com Thelma, em fevereiro, perguntou: "Não tenho corpinho pra mostrar no espelho, não tenho vozeirão para ficar cantando, não tenho saco para meia dúzia de pessoas aqui. Como me reinventar pra continuar vivo neste jogo?".

Thelma observou: "Você e o Prior não são vítimas. Se você tomou nove votos, é alguma coisa que você fez que magoou as pessoas." E ele respondeu. "Que eu não concordei de dividir biscoito. E se a pessoa não me dá bom dia, não sou obrigado a dar bom dia só pra ganhar voto."

E no momento mais tocante da conversa, ele falou a Thelma sobre Marcela: "Falei pro Prior. A Marcela me olha do mesmo jeito que a minha patroa me olhava. Tenho um trauma desse olhar. Aí eu evito também."

Neste domingo, após ganhar cinco votos e voltar ao paredão, Babu teve direito de se dirigir ao público para pedir pela sua permanência na casa. Em 30 segundos, com muita verve, ele deu show. O ator resumiu por que não tem afinidade com a maioria dos participantes, apresentou os seus motivos para estar no BBB, apelou ao coração do espectador para ganhar e concluiu rindo da própria desgraça.

Reproduzo abaixo a sua ótima fala na íntegra.

"Meu senhor, minha senhora, você já me conheceu o suficiente. De onde eu vim, boa convivência vem de três palavras mágicas: por favor, obrigado e com licença. Ou de ações como: ligou, desliga; sujou, limpa; abriu, fecha. Pra mim, isso é o começo de uma boa convivência. Mas acho que aqui não faz muita diferença. Mas tudo bem. São 40 anos contrariando estatísticas. Eu quero que você me ajude a contrariar mais uma. Porque eu quero ser o primeiro homem negro a ganhar o Big Brother e dependo da sua solidariedade. Deixa o paizão ficar! Que eu tô duro e devendo, você já sabe".

O lado B do BBB

Mauricio Stycer