Topo

Televisão


Ana Clara é trollada e lê ao vivo "simpatia de Queiroz" no "Vídeo Show"

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

28/12/2018 14h59

Ana Clara caiu em uma cilada no "Vídeo Show" desta sexta-feira (28) e não percebeu que foi vítima de uma piada sobre o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, investigado pelo Ministério Público por transações financeiras indevidas.

A ex-BBB, que tem um quadro no qual interage com os internautas no Twitter, leu o comentário como se realmente fosse uma inocente simpatia de ano novo. 

"Simpatia: Dia 31, meia noite beba açaí com laranja, pule 17 ondas e grite: São Queiroz! São Queiroz! Faz um depósito pra nós!", disse a apresentadora, que deu continuidade a leituras de outras simpatias como se nada tivesse acontecido.

Os apresentadores Joaquim Lopes e Sophia Abrahão também não se deram conta da gafe e ainda deram risada do comentário para Queiroz.

Gleici Damasceno, vencedora do "BBB18" e melhor amiga de Ana Clara no reality show, brincou com a "simpatia" para o ex-assessor de Flávio Bolsonaro. Ela é militante dos direitos humanos e fã declarada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Melhor que usar amarelo ou fazer qualquer outra coisa!", tuitou.

Rapidamente, os telespectadores repercutiram no Twitter a "gafe" (ou a falta de atenção) de Ana Clara.

"Açaí + laranja + 17 ondas + pedido de depósito pra São Queiroz! Esse é #videoshow de hoje! HAHAHHAHAHAHAHHAHAHAH", se divertiu um internauta. "Só ficamos na dúvida se foi sem querer ou se ela aproveitou pra cutucar mesmo... Hahahahaha", comentou outro. "Kkkkkkkk... A mina do Vídeo Show zuou!", disse mais um. "Mandaram a simpatia do Queiroz para o 'Video Show'. A guria leu toda animada meu deus", falou mais um telespectador. 

O ex-funcionário do filho mais velho de Jair Bolsonaro (PSL) é investigado pelo órgão devido a saques e depósitos que somam R$ 1,2 milhão no período de um ano -- as transações foram mapeadas em relatório produzido pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). 

Em entrevista ao SBT, na quarta (26), Queiroz falou pela primeira vez desde que o caso veio à tona em 6 de dezembro. Ele se disse um "cara de negócios" e declarou que o volume de dinheiro vem da compra a venda de carros.

Televisão