Topo

Televisão


Perfil de dono da Jovem Pan busca jornalista "como Villa", mas anúncio some

O historiador Marco Antonio Villa e o jornalista Reinaldo Azevedo - Montagem/UOL/
O historiador Marco Antonio Villa e o jornalista Reinaldo Azevedo Imagem: Montagem/UOL/

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

18/07/2019 18h03

O perfil de Tutinha Carvalho, presidente da rádio Jovem Pan, no LinkedIn, rede social corporativa, divulgou hoje uma vaga de emprego para jornalista. Entre os requisitos para o posto, o candidato deve falar "com didática", "entender história" como Marco Antonio Villa e ser "inteligente" como Reinaldo Azevedo, dois ex-profissionais que tiveram saídas conturbadas do veículo.

"Procuro um jornalista político que fale com didática, que entende de história como Villa e seja inteligente como o Reinaldo Azevedo, o salário é bom mas o cara vai ter que ser muito fodão", descreveu o perfil de Tutinha na rede social. "Ainda ganhará um beijo da mulher do sofá da Pan", complementou.

O post ainda tem um número de celular atribuído a Tutinha: "Mandem WhatsApp para o número [...], dois textos de 1 minuto e 30 segundos comentando as notícias do dia". O anúncio foi publicado pela manhã, mas no início da tarde "sumiu" do perfil do executivo.

Perfil de Tutinha Carvalho, presidente da rádio Jovem Pan, anuncia vaga para jornalista - Reprodução/LinkedIn
Perfil de Tutinha Carvalho, presidente da rádio Jovem Pan, anuncia vaga para jornalista
Imagem: Reprodução/LinkedIn

O historiador Marco Antonio Villa, que ganhou notoriedade na Jovem Pan ao criticar o PT e o governo de Dilma Rousseff, manteve o tom crítico em relação a Jair Bolsonaro. Ele deixou a rádio em junho, após ter sido suspenso durante 30 dias. A rádio, na época, informou haver limites entre "a crítica substantiva e a adjetivação grosseira" dos comentários, sem citar Villa, que hoje está na rádio Bandeirantes.

Reinaldo Azevedo, atualmente no UOL e na rádio Band News FM, pediu demissão da Jovem Pan em maio de 2017.

O UOL entrou em contato por meio do celular que aparece na publicação. No WhatsApp, constava a foto de Tutinha. Mas, assim que a reportagem enviou uma mensagem perguntando sobre a vaga de trabalho, a foto foi removida.

"Foi alguém [que] usou meu celular", respondeu o contato, atribuído a Tutinha. E não respondeu às mensagens posteriores.

O UOL procurou a Jovem Pan a respeito da publicação no perfil do presidente da empresa. A rádio disse que procuraria a diretoria, mas ainda não se manifestou.