Topo

Novela

Amor de Mãe


Casé, Taís Araújo e Adriana Esteves abrem o jogo sobre maternidade real

Taís Araújo, Adriana Esteves e Regina Casé são as protagonistas de Amor de Mãe, que estreia dia 25 de novembro - João Cotta/Globo
Taís Araújo, Adriana Esteves e Regina Casé são as protagonistas de Amor de Mãe, que estreia dia 25 de novembro Imagem: João Cotta/Globo

Marcela Ribeiro e Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

10/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Amor de Mãe, próxima novela das 21h, mostrará os sacrifícios de três mães pelos filhos
  • Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo serão as protagonistas da trama, que estreia dia 25
  • Ao UOL, as três atrizes, que são mães, contaram como lidam com a maternidade na vida real

Amor de Mãe, próxima novela das nove da Globo, mostrará os sacrifícios que três mulheres fortes fazem pelos filhos. Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo são as protagonistas da trama de Manuela Dias. Cada uma delas terá uma relação diferente com a maternidade e, ao longo da novela, terão suas histórias entrelaçadas.

Mas como as três atrizes, todas mães na vida real, lidam com os desafios da maternidade no dia a dia? O UOL conversou com as três sobre o que emprestaram de suas experiências e o que estão aprendendo com Lurdes, Thelma e Vitória.

"Uma mãe muito melhor"

Regina Casé e o filho Roque - Anderson Borde/AgNews
Regina Casé e o filho Roque
Imagem: Anderson Borde/AgNews
Muito ligada à família, Regina Casé, 65, contou que demorou a voltar às novelas porque esperava um "convite irrecusável" e garante que não será fácil passar muitas horas do seu dia longe dos filhos Benedita, de 30 anos, e Roque, de 6, com o ritmo pesado de gravações de uma novela das nove.

"Esse lado vai ser brabo, já está sendo, mas programei muito. Foi uma escolha muito pensada. Estava com um programa quase pronto, engatilhado para entrar no ar em outubro do ano passado quando me chamaram. Fiz essa escolha, falei: 'vou me dedicar esse ano a isso, vou sumir, mas vai ser legal'".

Mais madura, Regina se considera uma mãe melhor do caçula do que foi com a primogênita.

"Tem aspectos que são muito diferentes. Fico apavorada quando penso no que será o mundo para o Roque que tem 6 anos, se tiver ainda um planeta pra ele viver. Ao mesmo tempo, acho que sou uma mãe muito melhor pra ele, sendo mais velha, do que fui pra Benedita, quando tinha mais medos e inseguranças. Ficava apavorada, milhões de coisas eu não deixava e não fazia".

Lurdes, sua personagem, é uma mulher simples que deu à luz quatro filhos e adotou Camila (Jéssica Ellen) quando encontrou ela ainda recém-nascida na estrada, a caminho do Rio. Ela vai para a cidade com os herdeiros Magno (Juliano Cazarré), Ryan (Thiago Martins) e Érica (Nanda Costa) em busca de Domênico (Eros Lazari quando criança), vendido pelo pai para um traficante de crianças aos 2 anos de idade.

"A Lurdes não pode ter nenhum momento racional. Ela é só emoção. Fiquei muito feliz com o que vi, todo mundo tão despido, é lindo de ver. Esse personagem é tão rico e bonito que tento colocar nele pelo menos umas 100 mães que conheci pelas periferias do Brasil, mas se eu puder colocar 1000, melhor ainda".

Taís Araújo e os filhos, João Vicente e Antônia - Agnews
Taís Araújo e os filhos, João Vicente e Antônia
Imagem: Agnews
"Pensei em fazer fertilização in vitro"

Mãe de João Vicente e Maria Antônia, frutos do seu casamento com Lázaro Ramos, Taís Araújo tem de conciliar a novela, a apresentação do Popstar e o cuidado com os pequenos. Apesar da correria, ela diz não abrir mão da rotina com os dois.

"Consigo levar as crianças para a escola todos os dias, acordar, botar no banho, tomar café. Tem dias que não consigo dormir, o Lázaro ou minha mãe assumem meu papel. E domingo à tarde ficamos juntos", conta.

Em Amor de Mãe, ela é Vitória, uma advogada bem-sucedida, casada com Paulo (Fabrício Boliveira) que perdeu, no passado, um bebê aos 6 meses de gestação e não conseguiu mais engravidar —o que causa uma obsessão pela maternidade. O casamento acaba por conta dessa cobrança.

Frustrada após a perda, Vitória tenta durante seis anos engravidar novamente por meio de fertilização in vitro, sem sucesso. Na vida real, Taís admite que já teve medo de não conseguir ter filhos também.

"Antes de ter o João, passei por essa questão e pensei em fazer fertilização in vitro e vi que não tinha estrutura emocional para isso, para lidar com a frustração porque são muitas frustrações. Na sequência, engravidei e ficou tudo bem. Tem que ser muito perseverante, tem milhares de mulheres que conseguiram engravidar através da fertilização, mas tem que saber lidar com isso porque é muita dureza."

Separada, a personagem de Taís adota Tiago (Pedro Guilherme Rodrigues) e depois engravida do ambientalista Davi (Vladimir Brichta), que conhece por acaso durante uma noite para comemorar a adoção do seu filho.

Com uma rotina intensa de trabalho, Taís ressalta a importância de outras mulheres, entre elas a mãe Mercedes, para ajudá-la com os filhos.

"Tenho uma mãe que é completamente disponível para os meus filhos, além de duas pessoas que trabalham comigo. Minha mãe está todo dia na minha casa. Se eu não estou em casa, ela vai lá só pra botar as crianças para dormir. Só consigo trabalhar porque minha mãe é muito disponível para gente, meu pai e sogro também".

A atriz afirma que ficou mais emotiva após a maternidade. "Você tem mais medo, mas ao mesmo tempo te impulsiona a trabalhar. Qual é minha missão enquanto mãe de duas crianças? O que posso fazer?", questiona.

"Uma mãe absolutamente comum"

Adriana Esteves, 49 anos, é mãe de Felipe, fruto do seu relacionamento com Marco Ricca e Vicente, do seu casamento atual com Vladimir Britcha. Ela também é madrasta de Agnes, filha de Vladimir com a cantora Gena Karla, que morreu em 1999. Nesse formato peculiar de família, a atriz não se vê como uma mãe diferente das demais.

"Sou uma mãe absolutamente comum como todas as mães. Aliás, nisso a gente se solidariza mesmo. Sou uma mãe apaixonada, que protege, que quer o melhor para os filhos, que luta por educação, que acredita que esse é o melhor caminho e tento promover isso o tempo inteiro para eles", conta.

Vladimir Brichta, Adriana Esteves e o filho Vicente - Fábio Morendo/Ag.News
Vladimir Brichta, Adriana Esteves e o filho Vicente
Imagem: Fábio Morendo/Ag.News

Na novela, ela é Thelma, viúva e mãe superprotetora de Danilo (Chay Suede), que descobre um aneurisma inoperável e não conta da doença para o filho.

"Ela recebe uma notícia de que tem um aneurisma num lugar muito difícil de fazer a cirurgia. Nisso ela lida com criatividade, esperança e batalha para poder viver a vida. Ela ama tanto o filho, que não se sente nunca abandonada por ele", conta Esteves, que diz não ficar tanto na cola dos filhos como sua personagem.

"Não sei se sou superprotetora, sou protetora. Procuro não invadir a liberdade do crescimento deles".

Amor de Mãe