PUBLICIDADE
Topo

Rainha diz que Família Real apoia Harry e Meghan, mas que saída é complexa

Rainha Elizabeth disse que Família Real teve "discussão produtiva" sobre o afastamento de Harry e Meghan - Chris Jackson/Chris Jackson/Getty Images
Rainha Elizabeth disse que Família Real teve "discussão produtiva" sobre o afastamento de Harry e Meghan Imagem: Chris Jackson/Chris Jackson/Getty Images

Do UOL

13/01/2020 14h14

A rainha Elizabeth publicou hoje um comunicado oficial após a reunião de emergência com membros de alto escalão da Família Real para discutir o afastamento do príncipe Harry e da duquesa Meghan.

A monarca, que teria sido pega de surpresa pelo anúncio do casal feito na última quarta-feira (8), disse que a discussão foi "construtiva".

"Minha família e eu apoiamos totalmente o desejo de Harry e Meghan de criar uma nova vida como uma família. Embora tenhamos preferido que continuassem trabalhando como membros da Família Real em período integral, respeitamos e entendemos o desejo de viver uma vida mais independente", diz o comunicado.

Elizabeth 2ª disse que o assunto é complexo e explicou que o casal, cujo relacionamento foi oficializado há dois anos, passará por uma transição até que não dependam mais de fundos públicos para sobreviver.

"Harry e Meghan deixaram claro que não querem depender de fundos públicos em suas novas vidas. Foi, portanto, acordado que haverá um período de transição em que os Sussexes passarão algum tempo no Canadá e no Reino Unido", escreveu a rainha. "Esses são assuntos complexos, mas solicitei que as decisões finais fossem tomadas nos próximos dias".

De acordo com a BBC, a reunião aconteceu na casa de campo da Família em Sandrigham e contou com a participação da monarca, do príncipe Charles, do príncipe William e do príncipe Harry. Meghan, que está no Canadá com o filho Archie, de oito meses, participou do encontro por telefone.

Entenda o caso

Na última quarta-feira (8), os duques de Sussex Harry e Meghan anunciara, pelo Instagram, que darão um "passo atrás" como membros seniores da Família Real e que se afastarão das funções oficiais da monarquia.

O casal disse, ainda, que passará mais tempo na América do Norte e dividirá seu tempo entre o Reino Unido — sede da Família Real — e a América do Norte, terra de Meghan.

Há pelo menos um ano, os duques vêm tentando evitar os holofotes: dias antes do nascimento de seu primeiro filho, Archie, em 2019, eles deixaram Londres, onde vivem a rainha e os duques de Cambridge, para viver em Windsor, cidade a duas horas da capital.

E, em outubro do ano passado, os dois deram declarações polêmicas a um documentário da BBC acerca da vida na Família Real.

Harry lembrou a morte da mãe, Diana, e falou sobre como a perseguição à mulher e ao filho afeta sua saúde mental. Meghan, por sua vez, desabafou sobre um primeiro ano "difícil" na monarquia e disse que se sentia sozinha, especialmente depois de ser mãe.

Famosos