PUBLICIDADE
Topo

Famosos


Modelo que expôs mensagens de Mion diz que se arrepende de postar nome dele

Modelo acusa Marcos Mion de paquerá-la e expõe supostas mensagens do apresentador - Fotomontagem/Reprodução/Instagram
Modelo acusa Marcos Mion de paquerá-la e expõe supostas mensagens do apresentador Imagem: Fotomontagem/Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

14/01/2020 16h09

Ana Carolina Jorge, a modelo que expôs mensagens atribuídas a Marcos Mion, disse hoje que, se pudesse voltar no tempo, não teria publicado o nome do apresentador nas imagens que postou. Ela voltou a falar sobre machismo e "hipocrisia", mas afirmou que não quer "se promover".

"Se pudesse fazer algo diferente, eu teria apagado o nome da pessoa, porque eu acho que desviou o foco da mensagem. Aquilo que eu queria passar acabou sendo perdido porque as pessoas focaram muito no famoso, e disso eu me arrependo. Não é o foco que eu queria dar, isso não é pessoal", disse ela, em entrevista ao programa "Fofocalizando", do SBT.

"Até porque tem coisas piores que eu já tive de lidar, muito piores, e isso não foi assédio. Eu fui cantada, houve um convite, e houve uma recusa. Eu nunca dei liberdade, nunca saí com essa pessoa, nunca me deu nem um beijo na bochecha. Eu consegui impor os meus limites, e é isso. Eu não tenho nada para acusar nesse sentido", respondeu Ana Carolina.

A modelo, que frequentava a mesma academia que Mion, afirma ter sido paquerada por ele. Em nota, a assessoria do apresentador disse que ele estava perplexo com a repercussão gerada pelas mensagens e que não comentaria o caso.

Mensagens atribuídas a Marcos Mion foram expostas pela modelo Ana Carolina Jorge - Reprodução/Instagram
Mensagens atribuídas a Marcos Mion foram expostas pela modelo Ana Carolina Jorge
Imagem: Reprodução/Instagram

"Quanto à atitude, a hipocrisia, eu tenho uma opinião sobre isso, mas se eu voltasse atrás, se pudesse, eu não usaria o nome da pessoa. Acabou desviando o foco da mensagem. (...) Não estou aqui para me promover em cima disso. Se alguém quiser falar, vai ser sobre a minha opinião, sobre a cultura machista, hipocrisia. Porque eu não tenho interesse em ganhar mídia em cima disso", explicou.

"Eu postei um ano depois porque foi só mais uma das ideias que eu tinha de resolução do ano novo, eu não vou tolerar mais. Sinceramente, eu quero acreditar em amor, quero acreditar em família. Quero poder criar meus filhos, quero poder ter uma filha, saber que ela não vai ser tratada como lixo, quero dar o exemplo para as pessoas que, de repente, não se conhecem tão bem quanto eu me conheço. Para elas saberem que é OK você ser quem você é, você dizer não para aquilo que você não se sente confortável", avisou a modelo, que deixou um recado a Mion.

"Se eu tivesse de falar uma coisa para o Mion, eu diria que não é pessoal. Eu acho que cada um vive da forma que acha certo. Eu tô vivendo da forma que eu acho correto. Eu não queria ter mencionado, então isso foi errado, eu não deveria ter mencionado o nome dele. Mas fora isso, o que eu sinto, o que eu sou, está aí para ele, para qualquer pessoa que quiser ver", concluiu.

Na última sexta-feira, em entrevista ao UOL, Ana Carolina chegou a reforçar que sua mensagem não era contra o apresentador Marcos Mion.

"Eu já falava desses casos antes [nas redes sociais], mas não tinha tido tanta exposição como agora. Citei o caso de um motorista de Uber que deu em cima de mim, de um pedreiro que assobiava quando eu passava. Falei do que me incomoda com relação ao machismo e ao assédio. Por que tenho que ser eu a reprimida e fingir que nada aconteceu?", falou.

A modelo também ressaltou que os homens sairam em sua defesa no Instagram, mas ela foi muito atacada por mulheres.

"Tem mais homem me defendendo do que me acusando. Até descobri uma palavra nova, biscoiteira. O que me chama a atenção mesmo são as mulheres. ou ofendida por mulheres nas redes sociais achando que eu quero ascensão. É o que mais me incomoda. Eu jamais falaria mal de uma mulher ou de qualquer pessoa", completou.

Famosos