PUBLICIDADE
Topo

Como Petrix, acusado de assédio e agressão, cavou a própria cova no BBB 20

BBB 20 - Petrix conversa com colegas de confinamento - Reprodução/Globoplay
BBB 20 - Petrix conversa com colegas de confinamento Imagem: Reprodução/Globoplay

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

04/02/2020 23h34

Petrix Barbosa foi eliminado hoje (4) do BBB 20 em seu primeiro paredão. Em pouco tempo de programa, o ginasta protagonizou polêmicas, sendo as mais graves as acusações de assédio, que geraram até uma intimação da polícia. O resultado foi a eliminação do brother com rejeição de mais de 80% em um paredão contra quatro pessoas, e a sua imagem arranhada perante a opinião pública.

A seguir, a reportagem do UOL relembra em ordem cronológica os principais fatos envolvendo o ginasta que ajudam a entender como ele não somente se tornou um dos maiores vilões da história do programa, como também se desgastou rapidamente em apenas duas semanas de reality.

Dia 23/01

  • 23h10: Convidado do grupo Camarote, Petrix começou bem no jogo, tornando-se o primeiro líder do BBB 20. Ele venceu uma prova de concentração e agilidade, recebendo como benefícios mil estalecas, imunidade e acesso a muitas regalias no grupo Vip, com direito a desfrutar de um cardápio especial. Mas tão logo conquistou o posto máximo do reality show, o ginasta começou a se envolver em problemas.

Petrix vence a primeira prova do líder do BBB 20 - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Petrix vence a primeira prova do líder do BBB 20
Imagem: Reprodução/TV Globo

Dia 24/01

  • 00H05: Após distribuir as pulseiras para quem faria parte do grupo Vip, Petrix se explicou com Pyong sobre ter retirado a pulseira da mão dele. O ginasta retirou o acessório do hipnólogo após ser informado por Tiago Leifert que ele também precisaria usar uma pulseira. O público, que já simpatizava com Pyong, criticou a atitude do ginasta e assim teve início a rivalidade dentro da casa que mais tarde culminou na formação do paredão que eliminou Petrix.
  • 1h24: A liderança de Petrix coincide com as alianças questionáveis que ele escolheu para a sua estratégia de jogo. Ele inaugurou o quarto do líder com Lucas Chumbo -- o primeiro eliminado --, Guilherme, Lucas, Felipe e Babu. Com exceção do intérprete de Tim Maia, todos os outros brothers foram criticados pelo público por comportamentos vistos como machistas. O pacto com Lucas, por exemplo, foi selado nesta madrugada. Dias depois, o grupo de Petrix bateu um bate-papo sobre um plano de seduzir as mulheres comprometidas do programa a fim de queimá-las com o público. Hadson teve participação chave nesta conversa pois foi ele quem acabou contando sobre o plano para Marcela, que mais tarde revelou tudo para as mulheres. Petrix, que tem uma namorada, chegou a dizer em uma festa que dançava bem e que poderia usar isso como uma arma a seu favor.
Petrix - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Dia 25/01

  • 5h54: O declínio de Petrix no BBB 20 começou realmente na primeira festa do programa. Entusiasmado com a liderança recém-conquistada, o atleta se divertiu, mas para muitos telespectadores acabou passando dos limites ao abraçar Bianca Andrade, a Boca Rosa. Ele abraçou a participante, que estava embriagada, a segurou pelos seios e chacoalhou. A reação não demorou e nas redes sociais os internautas fizeram uma campanha pedindo a sua expulsão por assédio.
  • 22h47: Em um primeiro momento a direção do Big Brother Brasil decidiu ignorar a polêmica. Após mostrar a cena entre Petrix e Bianca na festa, Tiago Leifert seguiu com o programa normalmente sem fazer qualquer tipo de comentário. A decisão de não expulsar Petrix da casa revoltou o público.
Petrix e Bianca na primeira festa do BBB 20 - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Petrix e Bianca na primeira festa do BBB 20
Imagem: Reprodução/TV Globo

Dia 26/01

  • 23h31: Tiago Leifert enfim se pronunciou sobre o caso, que já havia tomado proporções gigantescas nas redes sociais. O apresentador deixou claro que a direção do programa considerou que o episódio envolvendo Petrix e Bianca não era passível de expulsão. Ele mostrou o VT do momento do suposto assédio e informou que a produção chamou Bianca para o confessionário para esclarecer a situação. Ele negou que tenha se sentido assediada por Petrix.

Dia 27/01

  • 10h01: Petrix estava com os seus parças quando fez um comentário bastante criticado sobre as mulheres do reality. "Acertaram muito bem nas minas do teu grupo [Pipoca], são muito gente boa, divertidas, loucas, retardadas. Mas a qualidade podia ter sido um pouquinho melhor mesmo", disparou ele em conversa com Lucas. A declaração não caiu nada bem e mais uma vez ele foi detonado nas redes sociais. Neste mesmo dia, o ginasta criticou as atitudes das sisters. "Estão feministas demais", afirmou.
  • 16h19: Além de anônimos, famosos começam a entrar em campanha contra Petrix e o grupo de homens da casa. O youtuber Felipe Neto publica um vídeo e detona: "Onde será que o BBB foi para achar esse grupo de macho lixo? Podem ficar na banheira para sempre que não vai limpar nada ali".

Dia 30/01

  • 1h10: Em uma conversa com Lucas, Petrix se vangloriou de que poderia ficar com quem quisesse no programa. "Se a gente quisesse, pegava qualquer uma aqui. Sério", declarou ele, emendando que não queria se envolver com ninguém. Na mesma madrugada, o brother foi visto fazendo uma dança em que esfrega as partes íntimas em Flayslane. Ele mais uma vez foi acusado de assédio nas redes sociais.
  • 11h13: Namorada de Petrix, a alemã Joline Heitmann falou pela primeira vez sobre as acusações de que o ginasta teria assediado Bianca Andrade. "Tudo que eu posso dizer é que sempre estarei esperando por ele. Não importa o que as pessoas digam, eu estarei ao lado dele", afirmou ela, que namora Petrix há seis meses, para o jornal O Dia. "Eu o conheço melhor que a mim mesma e ele é a melhor pessoa que eu conheço. Isso não é assédio", garantiu.
  • 19h32: Após as polêmicas com Bianca e Flay, Petrix foi chamado ao confessionário e recebeu uma advertência por seu comportamento. Ao deixar o recinto, ele se desculpou com as sisters. "Tenho certeza que não fiz (nada). Se algum dia alguém fizer algo desrespeitoso, vocês não vão tolerar", afirmou ele. O atleta abaixou a cabeça e ficou refletindo por alguns minutos em silêncio. Ao se levantar, Petrix voltou a dizer que não fez nada por maldade: "O povo julga muito". A confirmação de que ele foi ouvido no confessionário foi feita por Tiago Leifert no programa ao vivo.
  • 23h17: Guilherme vence a prova do líder e Pyong ganha o direito de indicar alguém imediatamente ao paredão. O hipnólogo escolhe Petrix. O público vibra com a indicação nas redes sociais.
Petrix 2 - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Dia 31/01

  • 17h11: Petrix diz para Lucas e Felipe que não teme o paredão. "Com qualquer um eu volto, o Brasil gosta de mim. Já dei a vida por este país, tenho dado", declara ele.
  • Dia 1º/02
  • 22h56: Após derrubar Pyong, Petrix atende o Big Fone e indica o hipnólogo ao paredão.
  • 23h25: O público acusa Petrix de agressão física pela queda de Pyong e mais uma vez pede a expulsão do ginasta do BBB 20.
O embate de Petrix e Pyong no primeiro Big Fone da temporada - Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
O embate de Petrix e Pyong no primeiro Big Fone da temporada
Imagem: Reprodução/Globoplay

Dia 2/02

  • 01h39: Diretor do programa, Boninho resolve dar satisfação ao público e afirma que as imagens da queda de Pyong serão analisadas e que uma decisão será anunciada. "Calma! Vamos pro VAR!", escreveu o diretor, referindo-se ao recurso que os juízes de futebol utilizam nas partidas para verificar os lances mais polêmicos.
  • 2h09: Sammy Lee, mulher de Pyong, deixa um recado no Twitter para Boninho pedindo a expulsão do ginasta. "Boninho, estou com desejo de que o Petrix saia do BBB... Dizem que quem não faz desejo de grávida fica com terçol, mas assim, você quem sabe, né", diz ela.
  • 18h53: Petrix declara que sua intenção é tirar Pyong a todo custo do programa. A esta altura do jogo, o hipnólogo já aparece como um dos favoritos ao prêmio. "Minha estratégia era tirar o Pyong a todo custo. Eu achava ele o mais fraco naquela semana. Ele foi crucial na nossa perda da prova, não ouviu quando tinha que ouvir, influenciou o Babu, passamos por toda aquela m*** por causa dele. Nossa falta de imunidade quem fez a diferença foi ele. Meu foco era ele sair de qualquer jeito. Falei: 'vou focar o que for preciso para ele sair'", assumiu o ginasta em conversa com Bianca.
  • 23h30: A prova Bate Volta, que poderia salvar Petrix do paredão, é suspensa após a direção do Big Brother analisar as imagens da disputa pelo Big Fone entre o ginasta e Pyong. Mas Tiago Leifert negou que houve agressão. "Foi impossível chegar a um consenso. Não houve agressão, houve um excesso de vontade por parte dos dois", diz o apresentador.

Dia 3/02

  • 00h07: Babu, Hadson, Petrix e Pyong Lee são os indicados na segunda formação do paredão do BBB 20. Guilherme, líder da semana, indica Babu. Hadson foi o mais votado pela casa, com 8 votos. Petrix foi indicado ao paredão por Pyong em dinâmica surpresa na noite na prova do líder. Pyong foi indicado ao paredão por Petrix, após atender ao Big Fone.
  • 18h16: Na véspera do paredão, Petrix recebe uma intimação para prestar depoimento após ser acusado de assédio durante o confinamento no reality show da Globo. "A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá entregou a intimação ao jurídico da TV Globo nesta segunda-feira (03/02). O depoimento está marcado para a sexta-feira (07)", informa a assessoria da polícia civil do Rio.
  • 19h38: Marido de Mari Gonzalez, o ex-BBB Jonas Sulzbach faz chacota de Pétrix no momento em que as mulheres vão confrontar os homens. "Sai daí, babacão. Terça-feira você está onde? Na rua", diz. Em outro trecho, ameaça: "De novo esse embuste infiltrado. Que cara que eu quero ver aqui fora. Vai treinar no Ibira, vai fazer paralela no Ibirapuera", diz ele.
  • 23h03: No programa ao vivo, Tiago Leifert informa ao público que Petrix foi intimado a depor após ser acusado de assédio. Mais cedo, William Bonner, no Jornal Nacional, relatou a notícia. O colunista Mauricio Stycer, do UOL, observou diferenças entre os dois anúncios sobre a mesmo caso de polícia envolvendo o ginasta.

Especial BBB20