PUBLICIDADE
Topo

Novela

Fina Estampa


Fina Estampa

Hoje nos EUA, Ferdinand de 'Fina Estampa' lembra morte de filha de 11 anos

Carlos Machado em cena de "Fina Estampa"  - Reprodução
Carlos Machado em cena de 'Fina Estampa' Imagem: Reprodução

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

19/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O ator Carlos Machado hoje mora nos Estados Unidos com a família.
  • Ele é casado com a modelo Ivy Rocha, que está grávida do segundo filho. Os dois são pais de Luna.
  • O ator fala sobre a convivência com a família e lembra que perdeu uma filha, Luiza, que tinha 11 anos.
  • Machado lembra da dor da perda e da reação que teve ao saber que seria pai de novo.
  • Ele também comemora a reprise de "Fina Estampa" e afirma que o personagem foi um divisor de águas em sua carreira.
  • Hoje, ele se divide entre duas paixões: a dublagem e a odontologia.

Atualmente na reprise de 'Fina Estampa', Carlos Machado hoje mora com a família nos Estados Unidos. Ele divide o lar com sua atual mulher, a modelo Ivy Rocha, a filha pequena, Luna, de um ano e oito meses, e espera o nascimento do segundo filho, Luca. Ele fala que vê o atual momento como uma cura de um trauma que passou há anos: a perda de sua primeira filha, Luiza, que morreu aos 11 anos de idade, por conta de complicações de uma hepatite autoimune, em 2001.

"É algo muito difícil, mesmo já tendo tanto tempo. Ela faria 30 anos em novembro agora. Mas vejo sempre com muita fé a vida. Meu pai, que faleceu no início desse ano, dizia: 'A vida é curta para todos, não importa se viveu 7 ou 70 anos. Isso é um flash", destaca ele em entrevista ao UOL.

Foi maravilhoso passar com ela 11 anos. Não era fruto de um casamento, era de um namoro de faculdade, então não convivi tanto como agora estou de verdade convivendo. Quando recebi a notícia de que ia nascer uma menina, minha filha atual, na época fiquei até com certo trauma. Vi isso tudo como um presente de Deus, uma restituição, uma cura do meu coração, de alguma coisa que ainda precisava ser curada. Curto cada minuto, a gente aprende a curtir mais os momentos.

Dentista e dublador

Carlos Machado ao lado da mulher, Ivy, e da filha, Luna - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Carlos Machado ao lado da mulher, Ivy, e da filha, Luna
Imagem: Reprodução/Instagram

Hoje, o ator está longe dos holofotes, mas não completamente. Morando no estado da Califórnia, próximo à cidade de Los Angeles, ele ainda trabalha como dublador e também segue sua outra paixão: a odontologia.

A irmã de Carlos é nascida no país e tem um consultório, em que ele colabora atualmente. Ele não pode atuar como dentista porque ainda precisa tirar uma licença nos EUA, algo que está em seus planos.

"Não trabalho como dentista, preciso estudar mais dois anos aqui, mas posso trabalhar na clínica da minha irmã e no laboratório na parte de ortodontia, que é minha especialidade, colocando os aparelhos no modelo. O dentista coloca esse aparelho já pré-montado na boca do paciente", explica ele.

Sobre a mudança para terras norte-americanas, ele diz que a decisão foi pautada em uma questão de segurança: "Já tem uns 10 anos que namoro um pouco essa ideia de morar nos Estados Unidos. No momento em que a gente percebeu que no Brasil a segurança estava um pouquinho mais complicada, e definitivamente quando a Ivy ficou grávida, a gente resolveu fazer essa 'aventura'".

Eu já era do meio artístico, não era famoso, mas já trabalhava com teatro, como modelo, e o que mais gosto na odontologia é o fato de você poder ser dono do seu próprio negócio, ser seu próprio patrão, fazer sua própria agenda. Isso permite que você ao mesmo tempo seja artista. O que eu mais gosto da carreira artística é o fato de não haver rotina. Não gosto muito de rotina. Você está sempre fazendo coisas diferentes, isso me deixa muito feliz.

Comparsa bonitão

Carlos Machado e Marcelo Serrado em cena de 'Fina Estampa' - Globo/Zeca Guimarães - Globo/Zeca Guimarães
Carlos Machado e Marcelo Serrado em cena de 'Fina Estampa'
Imagem: Globo/Zeca Guimarães

Em "Fina Estampa", Carlos vive Ferdinand, um jogador de vôlei bonitão que atua como comparsa de Tereza Cristina em muitos de seus planos mirabolantes. O ator confessa surpresa com a decisão da Globo de reprisar a novela no horário das 21h, mas não esconde sua animação.

"Surpreendeu pelo momento repentino, mas a gente sabia que essa novela deveria ser reprisada um dia pelo sucesso que ela foi. Nenhuma novela depois dela superou em termos de audiência. É muito legal estar no ar de novo, recebendo mil mensagens todo dia".

A história de como o ator conseguiu o papel também o faz ter ainda mais carinho pelo trabalho. "Fina Estampa foi uma coisa incrível que aconteceu, considero até espiritual na minha vida. Eu tive um sonho, literalmente, em que o diretor da novela, o Wolf Maya, falava para mim, nitidamente: 'Você vai participar da minha próxima produção'. Acordei e falei, 'Isso não foi um sonho normal, foi muito real'. Naquele mesmo dia fui para o Projac tentar falar com o Wolf Maya. Cheguei no momento em que ele estava saindo de uma reunião".

Carlos contou para Wolf o sonho que teve. Tempos depois, o diretor o chamou e disse: "Não sai da minha cabeça que o Ferdinand é seu personagem". E assim, cerca de 20 anos depois de iniciar a carreira artística, ele conquistou seu primeiro grande papel na televisão.

Foi um divisor de águas na minha carreira, uma experiência maravilhosa. Sem falar que era delicioso, metade da novela gravei na praia.

E se tem uma coisa que ainda impressiona os fãs, mesmo tantos anos depois, é o físico do ator, que hoje está com 54 anos. Ele garante que não se preocupa muito com cuidados estéticos ao corpo.

"Eu tenho cuidado com a saúde, o que acaba refletindo no corpo. Minha mulher me acha até meio largado demais. Eu vejo de uma forma muito tranquila essa coisa dos fã acabarem, talvez até pela idade, percebendo uma forma física, digamos diferenciada", frisa.

Fina Estampa