PUBLICIDADE
Topo

Novela

Fina Estampa


Carlos Casagrande lembra 'Fina Estampa' e explica por que deixou as novelas

Carlos Casagrande em "Fina Estampa" - Reprodução/Globo
Carlos Casagrande em 'Fina Estampa' Imagem: Reprodução/Globo

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 04h00

Quem está acompanhando a reprise de "Fina Estampa" na Globo pode ter se surpreendido ao ver Carlos Casagrande na tela. O ator não aparece em nenhum folhetim desde 2015, quando fez uma participação em "I Love Paraisópolis". Atualmente, ele mora com a mulher, Marcelly, e os filhos, Theo e Luca, em Miami, e é empreendedor. Mas por que Carlos deixou as novelas?

"Eu morei em vários países quando era solteiro, durante 10 anos, por causa da minha carreira de modelo, e isso me fez amadurecer em vários sentidos. Por isso, pensei em dar a mesma oportunidade aos meus filhos. A ideia era ficar um ano fora do Brasil e retornar, mas o destino nos manteve por aqui", conta ele, em entrevista ao UOL.

"Quando decidi ficar assumi um risco, porque aqui não tenho como exercer minha profissão. Então comecei a procurar oportunidades de investimento, o que me levou a entrar em alguns negócios e, com o tempo, acabou se tornando uma nova profissão, intermediando negócios entre investidores e desenvolvedores. Então na verdade, eu não quis deixar de atuar, as circunstâncias é que me levaram a me afastar das novelas."

Apesar disso, ele diz que tem vontade de retornar às telinhas. "Ainda sou muito jovem e, como ator, posso representar qualquer papel com qualquer idade. Nunca deixarei de ser ator, está em minhas veias. Tenho saudades, principalmente assistindo à 'Fina Estampa'. E eu faria o possível para adaptar minha agenda para aceitar um eventual convite."

Ator não tem fim de carreira, tem pausa.

Na trama de Aguinaldo Silva, ele vive o atlético Juan. O papel, que foi o último de Casagrande no horário das 21h, é relembrado com carinho pelo ator. "Tudo foi perfeito, a produção toda muito preparada, todos tinham ótimo humor, os capítulos eram entregues com bastante antecedência, todos os atores se mostravam satisfeitos com seus personagens", elogia.

Carlos Casagrande e Tânia Khallil formaram par romântico em 'Fina Estampa' - Globo/Matheus Cabral - Globo/Matheus Cabral
Carlos Casagrande e Tânia Khallil formaram par romântico em 'Fina Estampa'
Imagem: Globo/Matheus Cabral

"Eu e minha família morávamos em São Paulo na época da novela, então aluguei um apartamento no Rio. Eu ficava na ponte aérea muitas vezes por mês. Eu tinha o feedback imediato das cenas através das pessoas nos aeroportos e nos eventos. Sou o tipo de pessoa que ouve as opiniões e discute, típico de libra", brinca ele.

Ele também se disse surpreso ao saber que a novela seria reprisada em seu horário original, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. "Achei inovador e original da parte da emissora, uma solução acertada. Acho que o sucesso repetido da novela está principalmente no humor, pelas histórias, por a Griselda ser uma mulher de temperamento forte, lutadora, honesta, trabalhadora, as pessoas gostam."

Para ele, outro personagem que chama a atenção é Crô, que recebeu vários prêmios e ainda virou filme. "Não acho que se passou tanto tempo assim, acho que todas as histórias paralelas se encaixam perfeitamente nos dias atuais. Daqui alguns dias o público começa se envolver nas histórias e inevitavelmente vai se esquecer que é uma reprise."

Boa forma e cuidados

Nos Estados Unidos, Carlos Casagrande atua no setor imobiliário, desenvolvendo projetos para investidores e com uma empresa que faz reformas de imóveis. Atualmente, ele precisou mudar sua rotina de trabalho por conta do coronavírus, e diz que ele e a família estão tomando todos os devidos cuidados.

"Estamos seguindo as orientações, não saímos de casa, e quando é necessário saio de máscara. Ando com álcool-gel no bolso e evito lugares onde há maior circulação de pessoas. Minhas reuniões também se tornaram vídeos-chamadas e WhatsApp ."

Casagrande também fala que, apesar de originalmente não terem planejado ficar em definitivo em Miami, ele e sua família acabaram se adaptando."Sair da zona de conforto é no início assustador, mas é perfeito para criar novas expectativas, novos sonhos, novos projetos, novos objetivos. Na verdade não chego a ter saudades do Brasil porque volto sempre, no mínimo dez vezes por ano estou em São Paulo, porque também tenho projetos aí".

O ator também continua cuidando de seu corpo. Aos 51 anos, ele ainda arranca elogios e suspiros nas redes sociais por conta de sua boa forma.

É muito importante cuidar do corpo e da mente. E não é somente alimentar-se bem, suplementar, fazer exercícios, cuidar da mente. É preciso também não fumar, não beber álcool, dar preferência para comida orgânica, sem hormônios.

Fina Estampa