PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Após críticas de Fogaça, shopping diz que chef quer justificar seu fracasso

Henrique Fogaça criticou as condições para se manter unidade de restaurante em shopping - Reprodução/Instagram
Henrique Fogaça criticou as condições para se manter unidade de restaurante em shopping Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

05/06/2020 19h40

Depois do chef Henrique Fogaça anunciar a demissão de 200 funcionários de seus restaurantes e criticar os critérios para se manter uma unidade em shopping, o grupo Multiplan — operador do Villagemall, no Rio de Janeiro — emitiu um comunicado com críticas às declarações do dono do Sal Gastronomia.

A empresa negou ter sido inflexível nas negociações e afirma ter auxiliado o restaurante a abrir uma unidade no shopping, na Barra da Tijuca, em 2018, além de declarar ter concedido "enormes vantagens para seus lojistas" no início da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

"A Multiplan fez substancial aporte em dinheiro para custear as instalações, e ajustou condições especiais na locação, que na época mostraram-se totalmente vantajosas para ele e seus demais sócios, e foram aceitas por todos. Durante esses quase dois anos inexistiu qualquer questionamento, e pedidos pontuais foram analisados e discutidos sempre de comum acordo", diz trecho do comunicado.

Sobre as condições oferecidas, o grupo afirma: "No mês de março, onde o Villagemall funcionou 15 dias, foi cobrado 50% do aluguel e encargos condominiais comuns, sendo isento o fundo de promoção. Nos meses de fechamento total do shopping, foi cobrado 50% dos encargos condominiais comuns, e isento o aluguel e fundo de promoção".

A empresa também declarou que um dos sócios do restaurante pleiteou novo auxílio recentemente e foram concedidas condições especiais para os seis meses subsequentes à reabertura do shopping. Assim, declarou ser "inaceitável um locador como a Multiplan receber críticas e afirmações falsas e despropositadas".

O comunicado ainda ressalta: "O que emerge com contundente clareza é que, na falta de melhores argumentos que justifiquem o seu fracasso no Rio de Janeiro, o Sr. Fogaça procura criar um clima falso e artificial para fugir das obrigações contratuais que decorrerão da sua decisão unilateral de rescindir o contrato".

Ontem, durante entrevista ao jornalista José Luiz Datena em seu canal no YouTube, Fogaça disse que precisou fechar seu estabelecimento no shopping do Rio de Janeiro.

"Só nesses quatro meses, estamos com meio milhão de prejuízo. É complicado: o shopping é tipo um sócio seu, participa com 8% de faturamento do grupo, tem que pagar ajuda de fundo, etc. Shopping explora e suga tudo", declarou o chef.

Hoje, o jurado do "MasterChef Brasil" gravou um vídeo, enviado ao UOL, dizendo para as pessoas não se desesperarem, além de afirmar que suas declarações anteriores foram "forma de desabafo e um pouco de raiva de tudo o que estamos vivendo".

Após as declarações do grupo Multiplan, o UOL entrou em contato com a assessoria de Fogaça, mas não obteve resposta até o momento.

Famosos