PUBLICIDADE
Topo

Botelho manda indireta para Coppola e ganha apoio de Prioli após debate

"O segredo é manter a lealdade, o respeito e a honestidade intelectual. No fundo, é disso que se trata um grande debate", disse Botelho - Reprodução/CNN
"O segredo é manter a lealdade, o respeito e a honestidade intelectual. No fundo, é disso que se trata um grande debate", disse Botelho Imagem: Reprodução/CNN

Do UOL, em São Paulo

09/07/2020 08h46

O advogado Augusto de Arruda Botelho, participante do "Grande Debate", quadro da CNN Brasil, usou ontem seu perfil no Twitter para mandar indiretas para o colega de debate Caio Coppola, chamando-o de "pessoa que coleciona inimigos".

"Uma pessoa que coleciona inimigos por todos os lugares por onde passa um dia vai precisar se dar conta de que o problema não são os outros. Imagino o sofrimento dessa constatação", disse Botelho sem citar Coppola nominalmente.

Botelho continuou com as indiretas ao dizer ter feito "tantos amigos" em toda a sua carreira na advocacia, "um ambiente de constante debate" em que "vários não pensam da mesma forma que eu".

"O segredo é manter a lealdade, o respeito e a honestidade intelectual. No fundo, é disso que se trata um grande debate", afirmou, fazendo referência ao nome do quadro da CNN Brasil em que eles participam.

Nas respostas das mensagens, Botelho ganhou apoio de Gabriela Prioli, ex-debatedora do "Grande Debate" que saiu do quadro após desentendimentos com o Reinaldo Gottino, ex-apresentador da CNN Brasil e hoje na Record.

"Ahhhh, meu amigo, eu acho que a consciência existe. Deve ser triste viver assim e ficar preso a um jogo de cena que não permite voltar atrás. As pessoas entregam o que tem dentro delas", comentou Prioli.

Acusação de fake news e desentendimentos

Ontem, Monalisa Perrone, apresentadora do quadro, ameaçou encerrar o programa após desentendimentos entre Botelho e Coppola. Na terça-feira (8), Botelho havia acusado o colega de debate de propagar fake news.

No início do programa de ontem, Coppola voltou a tocar no assunto em nome de sua "credibilidade e reputação" e para rebater "sucessivas grosserias", fato este que acabou gerando tumulto no quadro.

Monalisa pediu "por gentileza" para os debatedores voltarem ao tema da edição do "Grande Debate", que discutia o retorno do futebol brasileiro em meio à pandemia do novo coronavírus, mas foi ironizada por Botelho.

"Eu acho que não... Eu gostaria de tratar, por exemplo, se Beatles é melhor do que Rolling Stones. Se a gente tem liberdade de tratar, aqui, o tema que bem entende... Eu acho, inclusive, esse tema bastante interessante", disse o advogado.

Monalisa chamou, mais uma vez, atenção dos debatedores ao dizer que "não é essa a questão da gente transformar isso aqui em um ringue, em uma balbúrdia". Mesmo sob clima tenso, o quadro seguiu e não foi cancelado.

Televisão