PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Zezé Motta relembra racismo sofrido em novela: 'Foram coisas violentas'

Zezé Motta no "Conversa com Bial" - Reprodução/vídeo
Zezé Motta no "Conversa com Bial" Imagem: Reprodução/vídeo

Colaboração para o UOL

21/11/2020 03h41

Zezé Motta relembrou dos ataques racistas que sofreu quando atuou na novela "Corpo a Corpo", de 1984, em que fez par romântico com o ator Marcos Paulo. Segundo relatou a atriz e cantora, o público ficou indignado com o casal e disse "coisas muito violentas" sobre ela.

"Foi feita uma pesquisa sobre o que as pessoas achavam desse casal e todos nós ficamos muito chocados com certas reações", disse Zezé durante o "Conversa com Bial" exibido nesta madrugada de sábado (21), na TV Globo.

A Pedro Bial, a atriz recordou: "Teve um senhor que falou que não acreditava que o Marcos Paulo estivesse precisando tanto de dinheiro para passar pela humilhação de ter que beijar uma mulher negra, feia e horrorosa como eu na boca".

"Outro disse que se fosse obrigado a beijar aquela mulher por uma questão de trabalho, ele lavaria a boca com água sanitária quando chegasse em casa. Foram coisas muito violentas mesmo", afirmou a atriz de 76 anos.

No folhetim escrito por Gilberto Braga, Zezé interpretava Sônia, uma paisagista negra que tinha que lidar com o preconceito da família de Cláudio (Marcos Paulo) que era contra o relacionamento dos dois. Na trama, o pai de Cláudio, interpretado por Hugo Carvana, dizia que não queria que eles se casassem porque não queria netos mulatinhos.

Racismo e fama

Na conversa, Zezé disse que a chegada da fama fez com que o racismo diminuísse para ela, mas que não deixa de lutar pela causa. "Realmente mudou para mim, mas sempre digo que enquanto alguma Maria José, algum João ou José estiver sendo violentado por uma questão de racismo, eu vou sempre fazer parte do combate ao racismo", exclamou.

A atriz também fez uma comparação entre o passado e o presente; no modo como o racismo era visto naquela época e como é tratado e combatido nos dias atuais.

"Estamos falando de uma época em que a questão do racismo era discutida muito pelo Movimento Negro Unificado contra a discriminação racial, pelo qual eu fazia parte, mas eram discussões muito fechadas, só entre nós. Hoje em dia o racismo deixou de ser um tabu e a gente já discute abertamente isso, e não só entre nós, mas na sociedade toda."

"É muito interessante e emocionante quando a gente percebe que temos muitos aliados, e que nem todos os brancos são racistas", concluiu.

Segredinho

Retornando à novela "Corpo a Corpo", Zezé revelou um segredo a Bial: ela ficou apaixonada por Marcos Paulo na época em que atuaram juntos, mas não foi correspondida.

"Eu fiquei apaixonada pelo Marquinhos, mas a Malu Mader também fazia a novela e ele se apaixonou por ela", lamentou a atriz. "Antes de surgir a Malu, rolava até um clima entre nós, parecia que ia acontecer alguma coisa, mas sabe como é que é, o coração dele falou mais alto."

O "Conversa com o Bial" vai ao ar de segunda à sexta-feira após o Jornal da Globo.

TV e Famosos