PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Fabiana Karla comenta caso Marcius Melhem: 'Era visível a angústia da Dani'

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

04/12/2020 15h55

Fabiana Karla conversou com o UOL sobre as acusações de assédio sexual e moral contra Marcius Melhem, ex-diretor do departamento de humor da Globo.

A revista Piauí publicou uma matéria hoje com relatos de profissionais da emissora detalhando o assédio sexual sofrido por Dani Calabresa e mais funcionários da empresa. O texto diz que, em um dos assédios, o ex-diretor teria tentado agarrar a atriz durante uma festa do 'Zorra', lambido o seu rosto e colocado o pênis para fora da calça na frente dela.

A humorista contou que percebia que Dani mudava o comportamento quando tinha que gravar o 'Zorra' nos estúdios Globo, no Rio.

Elas trabalharam juntas no humorístico da Globo e também na "Escolinha do Professor Raimundo", que estreou em 2015, quando Fabiana viveu Dona Cacilda, Calabresa fez Dona Catifunda e Melhem interpretou Seu Boneco.

Considero a Dani uma amiga, além de colega, eu legitimo a dor dela e o desconforto. Era visível a angústia que sentia quando precisava se deslocar de São Paulo para gravar no Rio de Janeiro.

Fabiana disse que ouviu relatos de algumas vítimas tanto de assédio sexual quanto moral e ofereceu todo o suporte para Calabresa quando soube do caso.

"Tentava apoiá-la sendo ouvinte do desabafo dela, e tentava acalmar para que ela conseguisse se sentir bem ali".

A atriz Fabiana Karla - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
A atriz Fabiana Karla
Imagem: Reprodução/Instagram

Humor ácido

A relação de Fabiana com Marcius Melhem sempre foi de colegas de profissão. Ela afirma que não chegou a sofrer nenhum assédio dele.

"Ele tinha um humor preciso, às vezes ácido, mas nada que passasse dos limites comigo. Ele sempre teve uma personalidade forte, eu também tenho, e acho que não recebeu muito bem quando resolvi sair do 'Zorra' na transição onde ele chefiava. Acredito que não ficaram ressentimentos. Lamento profundamente toda a situação. Muito triste".

A atriz falou da importância de, como mulher, não se calar diante de uma situação dessas para exercitar a sororidade.

Eu como mulher, atriz e contratada da emissora, sou completamente contra a qualquer prática inadequada. Então, eu repudio todo e qualquer tipo de assédio e me solidarizo com minhas colegas e com todas as vítimas.

Fabiana concluiu lamentando toda a situação e dizendo que espera que esse caso sirva de aprendizado para gerações futuras.

"Não podemos ter medo diante de condutas erradas, de assédio! Não podemos nos calar! 'Mexeu com uma, mexeu com todas'".

Televisão